Casa de campo com grandes janelas e paredes de tijolo

Um refúgio especial: com 360 graus de vista, este refúgio se espalha no terreno em São Francisco Xavier, em São Paulo. Saiba como o arquiteto paulistano Paulo Segall elaborou este projeto e depois inspire-se nas belíssimas fotos.

Por Por Eliana Medina e Lucila Vigneron Villaça Fotos: Célia Mari Weiss Atualizado em 20 dez 2016, 17h49 - Publicado em 2 mar 2010, 10h39

O tempo é relativo, dizem as leis da física. Se para algumas pessoas um ano pode parecer muito, para os proprietários desta casa de lazer foi um período que passou quase despercebido, já que estavam envolvidos na busca do terreno ideal para construí-la. Eles queriam um lugar tão exclusivo que fizeram questão de percorrer toda a região da serra da Mantiqueira, conta o arquiteto paulistano Paulo Segall, responsável pelo projeto. O pedaço de terra idealizado deveria ter um tanto de isolamento, com uma vasta porção de natureza, numa cidade serrana, pois o casal aprecia as noites frias.

A materialização do sonho aconteceu e fica num belo trecho de montanha na cidade paulista de São Francisco Xavier. Ali, a vista é realmente grandiosa, são 360 graus de paisagem. Me lembrei então das lições do arquiteto americano Frank Lloyd Wright, que sempre buscou ao máximo a relação entre natureza e arquitetura, e projetei uma casa espalhada no terreno, diz Paulo. Com 562 m², a construção se divide em três blocos. Numa extremidade ficam os quartos. O lado oposto concentra home theater e spa. No meio, cozinha, sala de estar e sala de refeições com fogão e forno a lenha. Essa configuração isola a ala íntima da descontração da área de lazer, explica o arquiteto, referindo-se à presença alegre e ruidosa dos netos dos proprietários, que passam os fins de semana na casa.

Publicidade