Cabana portátil da Nova Zelândia foi feita para fugir da erosão

Itinerante, esta incrível cabana de praia foi desenhada para fugir da erosão, fenômeno comum em trecho da Ilha do Norte, na Nova Zelândia

Por Da redação Atualizado em 14 dez 2016, 11h21 - Publicado em 19 set 2014, 21h43
01-arquitetura-cabana-praia-nova-zelandia

Na Península de Coromandel, as construções à beira-mar têm uma curiosa particularidade: devem ser removíveis. Só assim conseguem escapar do deslocamento do solo, frequente na região. Para enfrentar o desafio, o escritório Crosson Clarke Carnachan Architects (CCCA) idealizou um refúgio apoiado sobre robusto trenó de madeira, que permite rebocá-lo, em caso de risco, a zonas seguras. “A portabilidade configura uma resposta inovadora à paisagem em constante mudança”, diz o arquiteto Ken Crosson. De 40 m2, o projeto parece diminuto, mas não é. Concebido para acomodar uma família de cinco pessoas, possui cozinha integrada à sala de estar, banheiro e dois quartos, um deles no mezanino, acessado por escada rente à parede. Simples e funcional, como reza a tradição local, a construção apresenta outra qualidade própria de tempos modernos – a autossuficiência. Além de captar a água da chuva, tira o máximo proveitodo vento e do sol em prol de conforto. Conecta-se à rede elétrica, porém outro de seus princípios está na economia de energia.

02-arquitetura-cabana-praia-nova-zelandia 03-arquitetura-cabana-praia-nova-zelandia 04-arquitetura-cabana-praia-nova-zelandia
Continua após a publicidade

Publicidade