Casa Created with Sketch.

Apartamentos em Portugal com tempero brasileiro

Assinados pela carioca Andrea Chicharo, os apês em Lisboa mesclam o melhor dos dois países

Há alguns anos a arquiteta Andrea Chicharo se divide entre projetos no Brasil, em Miami e em Portugal. “A diferença básica é que no Brasil o projeto de interiores é para os moradores que habitam aquele lugar. Fora do país alguns são para moradia, mas muitos outros são a segunda casa”, conta a profissional ao Janela. É o caso dos dois apartamentos apresentados aqui, um para uma família de brasileiros que vive em Londres e passa temporadas no Estoril, e outro no centro de Lisboa, que surgiu a partir da necessidade da própria arquiteta de ter um porto seguro em suas constantes visitas à cidade.

m sua cobertura em Lisboa, Andrea realizou uma reforma radical. O dúplex teve seus espaços redistribuídos e ganhou novos revestimentos e projetos de iluminação e hidráulica, mantendo apenas o telhado e esquadrias originais. No primeiro andar, o home theater foi integrado à sala graças à mudança de posição da escada. A vista do rio Tejo é protagonista, com o sofá e uma dupla de poltronas voltadas para ela no estar. A sala de jantar foi integrada à cozinha depois da mudança da porta de entrada. O décor misturou peças de diferentes nacionalidades e épocas, caso do painel de azulejos do século XVII e da cômoda do século XVIII na entrada do apê.m sua cobertura em Lisboa, Andrea realizou uma reforma radical. O dúplex teve seus espaços redistribuídos e ganhou novos revestimentos e projetos de iluminação e hidráulica, mantendo apenas o telhado e esquadrias originais. No primeiro andar, o home theater foi integrado à sala graças à mudança de posição da escada. A vista do rio Tejo é protagonista, com o sofá e uma dupla de poltronas voltadas para ela no estar. A sala de jantar foi integrada à cozinha depois da mudança da porta de entrada. O décor misturou peças de diferentes nacionalidades e épocas, caso do painel de azulejos do século XVII e da cômoda do século XVIII na entrada do apê.

m sua cobertura em Lisboa, Andrea realizou uma reforma radical. O dúplex teve seus espaços redistribuídos e ganhou novos revestimentos e projetos de iluminação e hidráulica, mantendo apenas o telhado e esquadrias originais. No primeiro andar, o home theater foi integrado à sala graças à mudança de posição da escada. A vista do rio Tejo é protagonista, com o sofá e uma dupla de poltronas voltadas para ela no estar. A sala de jantar foi integrada à cozinha depois da mudança da porta de entrada. O décor misturou peças de diferentes nacionalidades e épocas, caso do painel de azulejos do século XVII e da cômoda do século XVIII na entrada do apê.m sua cobertura em Lisboa, Andrea realizou uma reforma radical. O dúplex teve seus espaços redistribuídos e ganhou novos revestimentos e projetos de iluminação e hidráulica, mantendo apenas o telhado e esquadrias originais. No primeiro andar, o home theater foi integrado à sala graças à mudança de posição da escada. A vista do rio Tejo é protagonista, com o sofá e uma dupla de poltronas voltadas para ela no estar. A sala de jantar foi integrada à cozinha depois da mudança da porta de entrada. O décor misturou peças de diferentes nacionalidades e épocas, caso do painel de azulejos do século XVII e da cômoda do século XVIII na entrada do apê. (André Nazareth/Editora Olhares / Janela)

Em sua cobertura em Lisboa, Andrea realizou uma reforma radical. O dúplex teve seus espaços redistribuídos e ganhou novos revestimentos e projetos de iluminação e hidráulica, mantendo apenas o telhado e esquadrias originais. No primeiro andar, o home theater foi integrado à sala graças à mudança de posição da escada. A vista do rio Tejo é protagonista, com o sofá e uma dupla de poltronas voltadas para ela no estar. A sala de jantar foi integrada à cozinha depois da mudança da porta de entrada. O décor misturou peças de diferentes nacionalidades e épocas, caso do painel de azulejos do século XVII e da cômoda do século XVIII na entrada do apê.

 (André Nazareth/Editora Olhares / Janela)

Quer saber mais? Então clique aqui e acesse o conteúdo completo da Editora Olhares / Janela!

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s