Alma urbana: reforma de um apartamento de 140 m² no Copan

Cartão-postal da maior metrópole do Brasil, o edifício Copan, obra do arquiteto Oscar Niemeyer, abriga 1160 apartamentos - entre eles, este de 140 m², que foi inteiramente reformado para acolher o novo morador. Assista ao vídeo com mais detalhes da reforma.

Por Por Deborah Apsan (visual) e Joana L. Baracuhy (texto) Design: Célia Hanashiro Fotos: Maíra Acayaba Atualizado em 14 dez 2016, 11h02 - Publicado em 13 abr 2011, 12h23

O projeto surgiu sem esforço, rabiscado na toalha de papel de um endereço célebre de São Paulo, num encontro regado a muito Caju Amigo – o drinque igualmente famoso do restaurante Pandoro. “Dali em diante, quase nada de fundamental foi alterado”, explica a paulistana Renata Pedrosa, autora da reforma em parceria com o colega Felipe Hess. A reunião aconteceu em 2008 por encomenda de um jovem publicitário, já conhecido da dupla de arquitetos, que ali mesmo expressou seus desejos de maneira categórica: “Não quero uma casa calculadamente estilosa e arrumadinha”. Recado entendido. Como ele vivia sozinho, sem formalidades, não foi difícil captar o que imaginava. E também pareceu natural aos profissionais a ideia de eliminar todo o supérfluo do apartamento, erguido nos anos 50 e irreconhecível após sucessivas mudanças. “Nosso plano foi derrubar tudo. Só sobrou o que não podia cair: os pilares e o shaft central”, diz Felipe.

Publicidade