Fondue de queijo: a tradição, sem mistérios, nem frescuras

Não há dieta que resista: inverno pede fondue! Doce ou salgada, a iguaria é a desculpa perfeita para trocar o restaurante pelo conforto do lar nas noites frias do ano

Por Texto Carine Savietto e Lys Silva (Colaboração) / Reportagem visual Célia Mari Weiss / Fotos Luis Gomes Atualizado em 20 dez 2016, 20h22 - Publicado em 30 jun 2014, 19h13
01-fondue-de-queijo-a-tradicao-sem-misterios-nem-frescuras

Receita: fondue econômica de queijo

 

Continua após a publicidade

Ingredientes:

– 1 lata de creme de leite sem soro

– 1 copo de requeijão cremoso

– 200 g de queijo mussarela ralado

– 100 g de queijo provolone ralado

– 100 g de queijo gorgonzola picado

– 1 taça de vinho branco seco

– Baguete e pão italiano em cubinhos

–  Legumes cozidos

 

Continua após a publicidade

Modo de fazer:

Em uma panela comum, aqueça na chama média do fogão o creme de leite e o requeijão até quase levantar fervura. Adicione a mussarela e mexa até derreter. Faça o mesmo com o provolone e o gorgonzola, nessa ordem. Continue mexendo até que a mistura esteja homogênea. Acrescente o vinho e transfira para a panela de fondue. Sirva com os acompanhamentos que preferir, a exemplo de pães e legumes.

 

Continua após a publicidade

 – “Embora a receita original leve gruyère e ementhal, qualquer tipo de queijo que amolece ao ser aquecido pode render uma bela fondue”, explica Ana Gobbi, do restaurante paulistano Le Petit Clos. Estranhou a palavra no feminino? Saiba que é assim que os chefs preferem, embora “o fondue” também seja aceito pelos dicionários brasileiros.

– Para acompanhar, pãezinhos não podem faltar! Baguete e pão italiano cortados em cubos são escolhas típicas, mas inovar é permitido: “O sovadinho funciona perfeitamente”, indica Ana.

–  Quer uma ideia que surpreenderá os convidados? Prepare também legumes cozidos, como batata em cubinhos e brocólis, para mergulhar no queijo derretido.

–  Acertar no vinho é fácil: “os brancos encorpados e estruturados são excelentes pedidas”, opina patrícia Jota, especialista no assunto. Encaixam-se nessa categoria rótulos do Alentejo, em Portugal, a exemplo do Artefacto Branco 2012 (Wine, R$ 27), e da Califórnia, nos Estados Unidos, como o Robert Mondavi Woodbridge Chardonnay 2012 (Vino Mundi, R$ 48,80).

02-fondue-de-queijo-a-tradicao-sem-misterios-nem-frescuras

– É na cozinha que nasce a protagonista da noite. Escolha a receita de sua preferência e prepare-a em uma panela comum, no fogão, onde a chama é mais forte. Só depois a despeje na simpática panelinha de fondue, que pode ser de inox (adequada a qualquer tipo) ou de cerâmica (indicada apenas para as versões de queijo e chocolate).

– Hora de acender o queimador do réchaud? O primeiro passo é abastecê-lo com álcool em gel sem ultrapassar a altura da rosca da tampa. Em seguida, acenda o fogo pelo orifício central e regule a labareda por meio do obturador: Quanto mais abertos estiverem os buraquinhos, mais alta ela ficará. Na hora de apagá-la, basta lançar mão do abafador.

– Controlar a chama não é tão simples como parece: ela deve estar acesa o tempo todo para que a fondue não esfrie, porém é preciso olho vivo a fim de que ela não acabe queimando a receita.

 

Continua após a publicidade

Preços pesquisados entre 19 e 26 de maio de 2014, sujeitos a alteração.

Continua após a publicidade

Publicidade