Casa Created with Sketch.

Nova York anuncia extensão do High Line para conexão com a Penn Station

O governo da cidade revelou planos para uma passarela elevada que o conectará à estação férrea recém-ampliada

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, anunciou recentemente, que planeja construir uma extensão do famoso High Line — uma linha férrea desativada que foi transformada em um parque e aberta ao público em 2009. O projeto, resultado de uma colaboração entre o estúdio de design americano Diller Scofidio + Renfro, James Corner Field Operations e Piet Oudolf, virou um cartão postal da cidade.

 (Iwan Baan/Archdaily/Casa.com.br)

Agora, uma passarela em forma de L será construída para conectar o High Line à Penn Station, projetada pelo escritório SOM e inaugurada na semana passada. Essa é mais uma iniciativa do plano de desenvolvimento e expansão imobiliária de Hudson Yards, onde brilha o novo Moynihan Train Hall. Depois de concluída, a passarela permitirá que os pedestres se conectem diretamente ao saguão da estação sem atravessar ruas movimentadas.

 (Iwan Baan/Archdaily/Casa.com.br)

Depois de concluída, a passarela permitirá que os pedestres se conectem diretamente da avenida ao saguão da estação sem ter que atravessar as ruas movimentadas.

Uma segunda extensão do High Line também poderá ser construída na esquina após o Centro de Convenções Javits, para derrubar a ponte de pedestres para chegar ao Pier 76.

A passarela pode se conectar ao parque à beira-mar

 (Iwan Baan/Archdaily/Casa.com.br)

Os planos para o High Line continuam. Uma segunda extensão deverá ser construída para levar os pedestres até o Pier 76. Atualmente, o cais 76 serve de pátio para reboque, onde o Departamento de Polícia de Nova York guarda veículos. O governador tem planos de fechá-lo e transformar a área em um parque à beira do rio Hudson.

“Esta será a reconstrução mais ambiciosa que a cidade de Nova York já viu em décadas”, disse Cuomo. “Quando a economia do setor privado fica para trás, os governos estaduais constroem infraestrutura e estimulam o desenvolvimento”, acrescentou. “Esta conexão é parte de um novo desenvolvimento de todo o distrito do West Side, que irá impulsionar o mercado privado em um mundo pós-Covid.”

Parceria público privada

O desenvolvimento na área é financiado por uma mistura de entidades públicas e privadas, incluindo a imobiliária Brookfield Property Group. Já a extensão do High Line integrará o plano de desenvolvimento Manhattan West da Brookfield.

 (Iwan Baan/Archdaily/Casa.com.br)

A reconstrução da área conhecida como Hudson’s Yard inclui um edifício de 11 andares cheio de condomínios sofisticados, projetados por Zaha Hadid Architects, a Solar Carve Tower do Studio Gang e uma estrutura polêmica de escadas interligadas projetada por Thomas Heatherwick.

 (Iwan Baan/Archdaily/Casa.com.br)

O High Line ficou fechado por quatro meses no ano passado devido à pandemia do coronavírus, reabrindo em julho de 2020 com ingressos cronometrados e marcadores verdes criados pela designer gráfica Paula Scher para estimular o distanciamento social.

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.