Casa Created with Sketch.

Edifício barroco é transformado em conjunto de apês contemporâneos

O prédio barroco histórico servia como celeiro na Polônia, mas agora abriga os apartamentos contemporâneos do estúdio Znamy się

 (Znamy się/Divulgação)

É em Torún, na Polônia, que ficam os apartamentos Monka. Em uma área pertencente à lista de patrimônios da UNESCO, o prédio barroco histórico servia como celeiro, mas agora abriga os apartamentos contemporâneos do estúdio Znamy się.

 (Znamy się/Divulgação)

O projeto teve como inspiração a história da cidade e imprimiu nos ambientes os detalhes de sua arquitetura gótica. Foram nove apartamentos planejados em três andares, incluindo aqueles de dois pavimentos com mezaninos.

 (Znamy się/Divulgação)

O projeto faz referência ao caráter e espírito únicos da cidade de Torún. Cada um dos apartamentos é diferente, o que é, em grande parte, causado pelas irregularidades do edifício antigo, mas principalmente devido a detalhes individuais.

Cada um deles, também, tem seu próprio símbolo principal. O apartamento número dois, por exemplo, refere-se à abóbada tripartida da catedral de Torún, enquanto o apartamento número quatro faz referência ao trevo gótico.

 (Znamy się/Divulgação)

Foram instalados alguns vitrais decorativos na forma de grandes janelas, que criam efeitos de iluminação adicionais. Eles são responsáveis por trazer uma atmosfera única do interior, tornando-se um elemento não óbvio, que muda dependendo da direção dos raios de sol.

 (Znamy się/Divulgação)

Outro ponto destacável do décor é que as características históricas do prédio são confrontadas com os materiais modernos e elementos de design de interiores. Essa dicotomia, que se repete através dos andares, trouxe excentricidade e originalidade às moradas.

Veja outras fotos dos apartamentos Monka abaixo:

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.