Museu da Casa Brasileira está em festa!

Chegando aos 46 anos de vida, o MCB, em São Paulo, celebra novas conquistas para seu acervo

Por Por Silvia Gomez Atualizado em 9 set 2021, 13h55 - Publicado em 23 nov 2016, 19h35

Amanhã, às 19h30, a coleção de 410 móveis históricos do museu, datados a partir do século 17, apresenta suas novas doações, com 87 peças inéditas, principalmente do período moderno brasileiro. O evento divide atenções com a cerimônia do 30º Prêmio Design MCB e abrange a exposição Casas do Brasil, de imagens que resgatam a memória da diversidade do morar brasileiro, das habitações ribeirinhas da Amazônia às soluções dos detentos do Carandiru para facilitar a vida no cárcere. Diretora geral da instituição, Miriam Lerner conta mais detalhes nesta entrevista exclusiva à ARQUITETURA & CONSTRUÇÃO.

Miriam Lerner, diretora geral do MCB

Como o mobiliário pode contar a história de uma época e de um país? 

Não só o mobiliário, mas a cultura material produzida por um grupo social, como um todo, sintetizam e simbolizam usos, costumes, relações sociais, evolução tecnológica, tradições, fé… Como o próprio nome diz,  é a “materialização de uma cultura” que traz em si um conjunto complexo do tecido social que a gerou, permitindo diferentes leituras.

Como você avalia a evolução do acervo do MCB e como ela espelha o nosso mobiliário?

Continua após a publicidade

A constituição e a evolução do acervo MCB se deu de forma descontínua, dependendo dos vários contextos em que se desenvolveram as políticas estaduais de cultura, desde a fundação do museu. Nos últimos oito anos, houve um trabalho intenso de resgate da história da coleção e de levantamento das peças transferidas a outros museus, tendo sido desenhadas as diretrizes para a consolidação da primeira política de acervo formal.  Com base nessas diretrizes, ocorre essa nova montagem de exposição, que procura preencher algumas das lacunas da coleção através do recebimento de doações com foco no moderno e no contemporâneo e com a incorporação de itens vencedores do Prêmio Design MCB. Falamos de uma extensão de tempo bastante grande, na qual a indústria brasileira dedicada ao mobiliário se qualificou de forma a atender os diversos segmentos surgidos.

 

A exposição de imagens do projeto Casas do Brasil parece um importante registro do nosso morar. O que podemos aprender com essas casas numa era de cidades tão complexas e massificadas?

O projeto Casas do Brasil é bastante importante, seja na documentação da diversidade das soluções trazidas por essas moradias, seja na difusão do conhecimento vernacular. As soluções encontradas pelos diferentes conjuntos sociais para driblar as adversidades dos contextos em que vivem, por vezes de uma simplicidade impactante, por vezes de sofisticada complexidade, são, sem dúvida, lições importantes para os estudiosos dos problemas que enfrentam as grandes metrópoles, demonstrando que a especificidade de cada contexto exige soluções próprias e não massificadas. 

A seguir, confira imagens de exposições do projeto Casas do Brasil que ocorreram em anos anteriores.

Continua após a publicidade

Publicidade