Casa Created with Sketch.

Tijolo aparente: 4 ideias de uso em diferentes ambientes

A CASACOR Bolívia 2019 – que abriu o calendário anual da mostra – apresentou diversos espaços com usos diferentes de tijolo aparente. Inspire-se!

A CASACOR Bolívia deu a largada no calendário de mostras de 2019! Entre os dias 24 de abril e 25 de maio, 33 ambientes ocupam uma mansão dos anos 1980, desenhada por Fernando Moreno, para família Córdoba, cercada por um lindo e extenso jardim. O Planeta Casa, tema que guia a CASACOR neste ano, traduz-se nos 3.500 m² de extensão da sede.

Algumas tendências no décor se repetem nos espaços assinados pelos profissionais. Uma delas é o tijolo aparente, um estilo repleto de modernidade e de personalidade, que veio para ficar! Separamos abaixo alguns dos ambientes que reproduziram esse hit. Confira!

Loft, por Gabriela Franco e Laura Otero

Loft, de Gabriela Franco e Laura Otero

Loft, de Gabriela Franco e Laura Otero (Alvaro Mier/CASACOR)

O espaço de 52 m², separado por desníveis, com variações de cores e materiais, é uma homenagem ao pintor boliviano Herminio Pedraza. A dupla, conhecida por trabalhar com uma arquitetura consciente, aproveitou o estado bruto das paredes, para não gerar desperdício e garantir um visual rústico e moderno. A entrada do ambiente é marcada pelos tijolinhos à vista e dá um tom convidativo para os visitantes.

Galería, por Claudia María Antelo

 (Alvaro Mier/CASACOR)

O ambiente, foi projetado para despertar os cinco sentidos do visitante e se tornar um local de interação. A natureza e as texturas foram as grandes apostas da profissional. Dessa forma, as colunas de madeira e os tijolos expostos se destacam, criando um contraste rudimentar com a paisagem de altura dupla.

Co-Work Del Amor, por Katherine Jordan A.

Co-Work Del Amor, de Katherine Jordan A

Co-Work Del Amor, de Katherine Jordan A (Alvaro Mier/CASACOR)

O primeiro coworking da CASACOR Bolívia trouxe o conceito de trabalho cooperativo como uma evolução do amor e uma força motriz da melhora do humano. Aqui, o visitante é o protagonista do espaço e pode fazer uma viagem através dos “12 raios de amor”, do amor próprio. Para isso, um cubículo de espelhos reflete quatro imagens e forma a palavra “AMA+”. Tijolos cinzas aparentes envolvem o cubículo, que forma a letra M.

Sala de TV, por Ivan Lengstorff e Renato Trujillo

 (Alvaro Mier/CASACOR)

Projetada para ser um espaço de transição entre costumes e modernidades, a Sala de TV é um convite à descontração. Madeiras nobres, como o carvalho, são valorizadas no projeto, aproveitadas nos móveis e painel ripado. Aqui, os tijolos que foram usados em tapumes foram incorporados no ambiente.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s