Prédio feito para durar dez mil anos é sustentado por estátuas humanas

O projeto ousado de uma estudante de arquitetura do Royal College of Art prevê adaptações a cenários futuros e chama a atenção por exibir estátuas humanas na estrutura

Por Jéssica Michellin Atualizado em 20 dez 2016, 23h17 - Publicado em 7 jul 2015, 19h01

Estátuas humanas sustentam o edifício, neste projeto desenvolvido pela estudante de arquitetura Alice Theodorou para o Mount Pleasant Mail Centre, em Londres, no Reino Unido. Projetado para durar cem séculos, o arranha-céu também se antecipa e prevê adaptações a diversos cenários futuros, como crescimento da população londrina, uso de energias renováveis, aumento do nível dos rios e, até, o colapso da União Europeia. Intitulado The Future Will Just Have to Wait (em tradução livre, O futuro terá que esperar), o projeto é uma reflexão do futuro da cidade e demonstra a necessidade de uma agenda sustentável para os próximos anos. “Para assegurar a sua própria longevidade, o edifício utiliza uma série de colunas que imitam homens e mulheres como o seu apoio estrutural, exibindo a evolução da forma humana como um lembrete constante de nossa própria temporalidade”, explica Alice.

O ponto inicial para a concepção do projeto foi a controverso plano para reconstrução do Mount Pleasant Mail Centre, já que o prefeito da cidade, Boris Johnson aprovou a construção de um edifício luxuoso.  Por isso, Alice resolveu trazer um prédio ousado e adaptável, feito para durar dez mil anos. O projeto foi apresentado na feira “Show RCA 2015”, um evento feito pela Royal College Of Art, onde os alunos foram convidados a desenvolver um cenário futuro alternativo para diversos locais em Londres.

The-English-Language-Has-Become-Unintelligible,-2930

 

Model01

 

Model02 The-Great-Exhibition,-2151 The-Depletion-of-World-Lead-Resources,-2049
Continua após a publicidade

Publicidade