Enchentes em São Paulo: o que é o Plano Diretor de Drenagem?

O Plano Diretor de Drenagem e Manejo de Águas Pluviais do Município de São Paulo poderá ajudar na renaturalização de córregos para amenizar enchentes na cidade.

Por Reportagem Keila Bis Fotos Alexandre Rezende Atualizado em 19 jan 2017, 13h28 - Publicado em 18 jan 2012, 18h40

Dados do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) revelam um aumento expressivo no número de alagamentos na cidade desde 2007: passaram de 736 para 1 191 no ano passado. “Boa parte deles decorre do acúmulo de lixo nas vias públicas. Mas a situação se agrava com a falta de áreas verdes na cidade”, explica Hassan Barakat, gerente do CGE. A prefeitura tenta reverter a situação investindo, por exemplo, na construção de piscinões, parques municipais e lineares, limpeza de galerias e plantio de árvores. No entanto, o projeto que mais se destaca é o Plano Diretor de Drenagem e Manejo de Águas Pluviais do Município de São Paulo, criado em 2010. “As inundações sempre foram tratadas isoladamente. Nunca se olhou a bacia hidrográfica e o uso de ocupação do solo. Nosso objetivo é desenvolver medidas tendo outra visão da relação entre a cidade e seus rios”, explica Mario Tadeu de Barros, professor de recursos hídricos da Escola Politécnica da Universidadede São Paulo (Poli-USP), contratada pela prefeitura para supervisionar o projeto. “Estamos na fase de mapear as áreas de inundações para definir o que é emergencial a médio e longo prazos.”

01_piscinao_regional_aec_jan

Entrevisa com Miguel Bucalem, sercretário de desenvolvimento urbano

Quais são as principais causas das enchentes em São Paulo?

O processo acelerado e desordenado de urbanização impermeabilizou grande parte da superfície da cidade e não respeitou os elementos naturais, como as várzeas de rios e córregos. não há solos drenantes para absorver a água da chuva.

Continua após a publicidade

Qual a importância do plano Diretor de Drenagem?

Mitigar as causas das enchentes mapeando as bacias hidrográficase os pontos críticos. Com isso, faremos programas para as bacias com soluções estruturais e não estruturais, como renaturalizar córregos e recuperar a vegetação.

Existe alguma estratégia a longoprazo para acabar com as enchentes?

A mais promissora e que já estásendo feita é reverter o problemada impermeabilização. implantarnovas áreas verdes permeáveis,parques lineares, arborização, uso de pisos drenantes, entre outras ações, ajuda no processode requalificação urbanística e também na qualidade ambiental.

02_piscinao_regional_aec_jan
Continua após a publicidade

Publicidade