10 quartos pequenos onde a decoração faz a diferença

Essa seleção de quartos reúne exemplos de ambientes compactos cheios de design, estilo e decór funcional ao mesmo tempo

Por Redação Atualizado em 15 dez 2020, 10h54 - Publicado em 7 jul 2016, 19h41

Quando o espaço é decorado com estilo e bom gosto, o tamanho não é importante. Como prova, selecionamos 10 quartos pequenos que são grandes exemplos de estilo e com decoração que faz a diferença – tanto que mal percebemos que os ambientes são tão enxutos.  Inspire-se!

1. Livre, leve e bege

09-ideias-de-cabeceira-para-quartos-de-casal

Os arquitetos Débora Dalanezi e Marcello Sesso capricharam nesse quarto: o casal de moradores queria um ambiente clean e prático e as cores claras foram as estrelas do projeto. O ambiente de 13,5m² nem parece pequeno – a palheta de cores leve produz um efeito visual de amplitude e a cabeceira sob medida, de MDF revestido, é bela sem ocupar espaço. Para dar graça ao ambiente, a parede foi ocupada por fotografias emolduradas.

2. Para gêmeos

02-quarto-para-gemeos-usa-a-marcenaria-para-driblar-falta-de-espaco

Para driblar a falta de espaço, o arquiteto Rodrigo Kolton aproveitou muito bem a marcenaria planejada. Em 8m² ele colocou duas camas, um armário e muitas prateleiras. Os móveis brancos ajudam a criar a sensação de um ambiente mais amplo e o papel de parede com manchinhas de tinta atenta à personalidade destoante dos gêmeos, com gostos e cores preferidas diferentes. As duas camas possuem gavetões para guardar e uma delas ainda tem uma bicama para as crianças receberem a visita de amigos para dormir. A cabeceira embutida não ocupa área de chão e as paredes, contornadas por prateleiras de diversas alturas, guardam os brinquedos ao mesmo tempo em que os transformam em parte do décor.

3. Pode cor, sim senhor

05-ideias-de-cabeceira-para-quartos-de-casal

A intenção desse casal, por outro lado, era outra: eles procuraram a arquiteta Thais Lenzi Bressiani com a ideia de um quarto bem colorido, a reprodução de suas personalidades em 11m². O grande trunfo foi o uso do papel de parede geométrico em um tom neutro que permite a ousadia das mesas da cabeceira, pink e roxa, e da roupa de cama. Apesar de estarem preenchidas por livros, as mesinhas de nicho aberto são um ótimo truque para que o espaço não pareça cheio demais.

4. Até acima da porta

02-quartos-lindos-de-casa-claudia-para-inspirar

O arquiteto Caio Bandeira não brinca com espaço: nesse apartamento em Salvador, até a área acima da porta foi aproveitada. A prateleira para livros também suporta a luminária pendente (Omini Light), que desce até a altura da cama. A porta de correr não precisa do vão necessário para abrir uma porta comum, criando metragem de sobra para a mesa de cabeceira.

5. Mobiliário dois em um

10-quartos-cheios-de-estilo-e-sofisticacao

A arquiteta Cintia Aguiar projetou um quarto pensado no homem urbano, um cara solteiro que adora fotografia e vive em uma grande cidade. A disposição do arranjo de parede, com diferenças de tamanho e posição bem pensadas, ilusiona profundidade. No lugar da mesinha de cabeceira, uma pequena escrivaninha para cumprir diversas funções — perfeito para casas que não possuem ambientes para o escritório. Do trabalho direto para a cama!

Continua após a publicidade

6. Casa de designer

18-quartos-pequenos-solucoes-para-areas-compactas-projetos

Esse ambiente pertence à casa dos irmãos Flosi – Anderson, arquiteto de soluções de tecnologia, e Aldi, designer. Era de se esperar que o irmão afinado na arquitetura caprichasse nos ambientes: no quarto de 10m², uma estante fixada na parede acima da cama abriga decoração, uma planta e livros queridos, economizando espaço de chão. O móvel de dormir também é emoldurado por armários, criando um nicho confortável – e como cabeceira, um futon de solteiro da Futon Company que pode ser aproveitado como colchão extra.

7. Misturinha

06-quartos-pequenos-solucoes-para-areas-compactas-projetos

Na hora de casar, é preciso pensar em como combinar o estilo de cada integrante do par de forma harmoniosa. Foi isso que aconteceu nesse quarto: a mesa de cabeceira de ferro desdastado (Desmobília) empilha os livros e objetos do bancário Thiago Catroppa, apreciador do aspecto industrial e moderninho. Já as peças mais delicadas, como a luminária dourada (Lustres Diamante), representam o jeito mais romântico e jovem da enfermeira Giovanna Marins. As arquitetas Barbara Rossi, Amanda Bertinotti, Gabriela Hipólito e Juliana Flauzino, do estúdio Uvva, misturaram esses detalhes das personalidades dos dois em um ambiente descolado de 12m².  A cabeceira em um cinza neutro aparece novamente como grande trunfo de espaço, ocupando poucos centímetros enquanto agrega estilo ao décor. O baú da cama box (Copel Colchões) ainda serve de roupeiro, com o enxoval de cama, banho e roupas usadas em outras estações.

8. Sob o aconchego da madeira

02-quartos-pequenos-solucoes-para-areas-compactas-projetos

A madeira é responsável por revestir os 12m² do quarto de Gustavo Prado e Ana Luisa Cairo, arquitetos cariocas. O tom quente do freijó foi certeiro para constituir um quarto confortável. No lugar de um arranjo de parede tradicional, eles estenderam o painel da cabeceira por toda a parede e criaram uma prateleira estreita, de 8 cm, que suporta quadros inspiradores, livros e as iniciais do casal. Próximo à janela, o móvel também se transforma em uma escrivaninha, aproveitando o pequeno nicho desocupado.

9. Compacto

15-quartos-de-sonhos-para-sua-filha

Quartos de criança podem ser grandes exemplos de aproveitamento de espaço. Nesse projeto das arquitetas Helaine Pinterich e Ester Kloss, o papel de parede rosa e branco possui listras horizontais bem finas que alongam visualmente a parede, ao mesmo tempo em que combinam com o gosto romântico e delicado da menina. Bem ao lado da cama, a bancada de estudos é feita de vidro – o material transparente não pesa no décor. A falta de gavetas é compensada pelo baú escondido na frente da cama e pelas prateleiras altas.

10. Cor e luz

02-papel-de-parede-vermelho-e-a-estrela-deste-quarto-de-casal

Esses quartos de casal passam longe do sem graça — o papel de parede vermelho, intenso, chama a atenção. A estampa ainda parece ter profundidade, devido à iluminação da fileira de lâmpadas dicroicas no teto; O painel branco cria unidade, combinando cabeceira e mesas em MDF laqueado. Assinado pelo decorador Leonardo Pedron e pela designer de interiores Carol Wolfart, o espaço investe na luz, no teto, na luminária de mesa e na peça de parede.

Continua após a publicidade

Publicidade