Explore a Bienal de São Paulo por diversos locais da capital!

Esta edição explora a diáspora negra e as cicatrizes deixadas pela colonização. Vale a pena conferir ;)

Por Catraca Livre 4 mar 2020, 10h00
Divulgação/Casa.com.br

Com o tema “Faz escuro mas eu canto”, a 34ª edição da Bienal de São Paulo chegou para fazer história! Para quem estiver contando os dias para o evento, a Catraca Livre tem uma boa notícia: você já pode aproveitar uma série de exposições que ocorrem no famoso Pavilhão Ciccillo Matarazzo, no Parque Ibirapuera, e algumas programações paralelas em 25 instituições culturais da cidade. Fique atente a tudo no site do evento.

“Arquitectura del humo”, de Ximena Garrido Lecca. Reprodução/Catraca Livre

Uma série de exposições individuais de artistas mulheres ocupa o Pavilhão da Bienal a partir deste mês. A primeiríssima é a mostra da peruana Ximena Garrido-Lecca, em cartaz até 15 março. Seus trabalhos exploram principalmente a turbulenta história do Peru e o impacto cultural dos padrões neocoloniais que são transmitidos pelos processos de globalização.

Quer saber mais? Então clique aqui e confira o conteúdo completo da Catraca Livre!

Continua após a publicidade

Publicidade