Três revestimentos que não são papel de parede!

Jeito descolado e barato de decorar: cubra as paredes com papel de presente ou desenhos xerocados 

Reportagem Visual: Gabriel Valdivieso Texto: Roberta De Lucca Fotos: Evelyn Müller

Quer conhecer uma maneira descolada e barata de decorar? Cubra uma ou mais paredes da sala com papel de presente ou desenhos xerocados em folhas coloridas, como mostram estes três exemplos. Outra opção em alta são estas 28 sugestões de adesivos decorativos.

Cópia simples

Divulgação

Um título para uma foto sem titulo

A ideia inicial era pintar a parede da sala com uma cor ou aplicar um adesivo, mas, depois de uma visita à Casa de Quem!, a designer de joias Lígia Carnicelli se inspirou no piso da loja e resolveu forrar a alvenaria de 1,60 m de largura com seis desenhos diferentes. “Xeroquei as imagens em papel sulfite amarelo tamanho 21 x 29,7 cm e colei com cola CMC, especial para papel”, explica ela. O resultado é um harmonioso contraste entre as ilustrações e os móveis herdados da bisavó, renovados com laca preta. Lígia gastou cerca de R$ 100.

Minioutdoor

Divulgação

Um título para uma foto sem titulo

Três desenhos ópticos garantem o efeito visual da parede do ateliê de Pedro Paulo Franco. Como gosta de tudo sempre em mutação, em vez de investir em papel de parede, o designer optou pela impressão em off-set, a mesma de cartazes de shows colados em muros pelas cidades (Gráfica Cinelândia). Ele gastou R$ 250 para imprimir 70 folhas (40 x 40 cm), aplicadas com cola à base de maisena. “Deixei o instalador colar os desenhos a seu gosto, como o arquiteto Athos Bulcão fazia com seus murais de azulejos”, conta Pedro.

Para presente

Divulgação

Um título para uma foto sem titulo

A figurinista Yael Amazona estava desenvolvendo um trabalho com papel de presente quando teve a ideia de usar o material, comprado na rua 25 de Março, em São Paulo, para revestir a parede da sala. “Se não ficasse bom, era só tirar”, explica ela, que aplicou, com a ajuda de amigos, as folhas de 70 x 50 cm na vertical, usando cola de papel de parede. Por causa do desenho gráfico, a estampa não encaixava e a moradora resolveu assumir a falta de uniformidade, criando um interessante efeito visual. Com o papel, ela gastou R$ 15. Bufê do Lar Escola São Francisco e abajur da loja Teo.

Curta o CASA.COM.BR no Facebook