Móveis de papelão: ecológicos e belos

Conceitual, popular ou funcional? Mobiliário e acessórios de decoração feitos de papelão estão pipocando por feiras de design e tendências no mundo inteiro

Por Cristiane Komesu e Heloisa Righetto

Divulgação

Um título para uma foto sem titulo

Porém, ao contrário do que a maioria pensa, isso não é uma grande novidade do século XXI. Designers visionários, que hoje servem como referência e influenciam milhares de profissionais e estudantes, já exploraram a idéia nas décadas de 60 e 70, como no caso da cadeira Wiggle, desenhada por Frank Gehry para a Vitra, em 1972. Mas o momento é outro. Os designers estão experimentando e arriscando mais, e, atentos às exigências do mercado - que não quer saber de outra coisa senão do tal eco-friendly - estão correndo atrás de solucionar problemas facilmente: a falta de tempo, de espaço e de dinheiro. Escritórios e ambientes comerciais são os lugares que melhor se encaixam nesses quesitos, afinal sabem que o futuro pode ser incerto, por isso, fazem questão de um ambiente moderno e de fácil manutenção. Pode não ser amor à primeira vista, mas vale à pena inspirar-se nesses designs e exercitar a criatividade. Baixo custo, originalidade, qualidade e diversão! Como não render-se a essa tendência? Você encontra mais dicas de móveis e acessórios bacanas em nosso canal sobre o assunto.

Divulgação
Custo mínimo foi o que motivou o belga Tom De Vrieze a criar a cadeira Kraft...
Custo mínimo foi o que motivou o belga Tom De Vrieze a criar a cadeira Kraftwerk. Por apenas 7 Euros (aproximadamente R$ 21), é possível baixar o molde no site do designer. Você vai precisar apenas de papelão e fita! Uma cadeira nova, que pesa apenas 1,8 quilo e suporta até 90 quilos. Tom, porém, aconselha o uso de espuma expandida para reforçar a estrutura e tornar a cadeira ainda mais durável.
.
Fechar

Curta o CASA.COM.BR no Facebook

-->