Nas calçadas, pisos cimentícios são os mais recomendados

As leis municipais não determinam os materiais específicos para a calçada, mas é importante construir pavimentos permeáveis, resistentes ao tráfego de veículos e duráveis

Reportagem Ana Weiss (texto) e Eliana Medina (visual) | Ilustração Fabio Flaks

Apesar de as leis municipais em geral não determinarem materiais específicos, muitas são implacáveis em relação à deterioração. Pavimentos permeáveis, resistentes ao tráfego de veículos, com durabilidade demais de cinco anos e que não ofereçam trepidação são os mais indicados. Alguns lançamentos atendem a essas necessidades. “Pelo menos 20 cm do passeio deve ser dedicado aos pisos táteis, importantespara os deficientes visuais se localizarem”, diz Benedito Abbud. Saiba mais sobre como fazer uma calçada segura e leia sobre a Nova Lei das Calçadas.

Quais as melhores flores para usar na calçada

 

Nas vias públicas, o projeto paisagístico pode ocupar canteiros e áreas de acesso – desde que a calçada tenha pelo menos 2 m de largura e as plantas não comprometam o espaço de circulação. Trepadeiras e arbustivas atendem a essa restrição. Já cuidar das árvores nas faixas de serviço cabe à prefeitura. Abaixo algumas sugestões do paisagista Benedito Abbud.

Stock Photos

aec300-calcada-140_1
<p> O plantio de árvores nas calçadas é uma decisão dos órgãos públicos. Caso você possa opinar em sua cidade, sugira espécies de copas altas, como a sibipiruna, pois preservam a visibilidade dos pedestres.</p>
.
Fechar

Curta o CASA.COM.BR no Facebook