8 ideias de combinações de cores para decorar a casa

O branquinho pode não satisfazer nem aos olhos nem à alma. Por isso, esqueça o medo: com as dicas dos especialistas, você vai acertar de vez nas combinações.

Texto Daniella Grinbergas

A coisa ficou preta, ele amarelou, está tudo azul. Essas expressões provam que as cores traduzem sensações. "Elas afetam nosso humor e comportamento", aponta Sandra Ayub, coordenadora do curso de psicologia da Unilago, de São José do Rio Preto, SP. Então, por que não trazê-las para a decoração? "Muita gente tem medo, mas, quando se arrisca, toma gosto!", afirma a designer de interiores Neza Cesar, de São Paulo. O segredo está em saber dosá-las para obter harmonias elegantes. A designer Bete Branco, de Niterói, RJ, dá a receita: divida a casa em três setores - social, serviço e íntimo. Para os dois primeiros, escolha a mesma família (terrosas, cítricas, tons pastel) e, no último, personalize à vontade. "Já o cômodo pode ter até três cores somadas a tons neutros - branco, preto, bege e cinza", diz a designer de interiores Mon Liu, de São Paulo. O ideal é que um elemento do ambiente reúna os matizes escolhidos. "Pode ser um quadro ou uma capa de almofada", define Bete. Preparado para embarcar nesse mundo? Aprofunde-se no assunto assistindo às aulas do Curso de Cores.

Divulgação
O disco cromático exibe as três cores primárias: azul, amarelo e vermelho....
O disco cromático exibe as três cores primárias: azul, amarelo e vermelho. Aqui, elas se apresentam puras. Da mistura delas, surgem todas as outras. A junção de duas cores primárias gera uma secundária - verde, laranja e violeta. Repare na disposição dessas últimas no círculo, exatamente no meio das primárias. Ao somar uma cor primária com uma secundária que a contenha, obtemos a terciária. O disco possui seis gominhos de cores dessa categoria.
.
Fechar

Curta o CASA.COM.BR no Facebook