5 quartos pequenos e confortáveis

Móveis versáteis e soluções de marcenaria aproveitam centímetros em cinco ambientes de até 13 m²

Reportagem Visual: Deborah Apsan e Araci Queiroz Texto: Silvia Gomez Ilustrações: Carlos Campoy

Em espaços pequenos, a ordem é não desperdiçar centímetros. Por isso, estes cinco ambientes, de até 13 m², contam com móveis enxutos e projetos de marcenaria feitos sob medida, que garantem o aproveitamento da área sem perder o conforto. Entre as ideias, há um painel que traz unidade visual, uma estante na lateral da cama, penteadeira e escritório, cantos aproveitados e um banheiro incorporado. E se você mora em um apartamento pequeno aproveite 19 ideias de decoração para espaços reduzidos.

Painel traz unidade visual Uma placa de madeira ebanizada abrange todo o comprimento da parede principal, no quarto de 11,80 m², projeto da arquiteta Paula Magnani. “Com apenas 4 cm de espessura, ela substitui uma cabeceira tradicional, roubando menos espaço do ambiente”, explica Paula. A solução foi importante para deixar uma área de circulação confortável, com 82 cm, entre a cama e o móvel da TV, uma vez que o equipamento foi um pedido expresso dos moradores. “Acomodei os aparelhos em um banco, o que evitou que o quarto ficasse com a cara de home theater.”

Divulgação

Para facilitar a limpeza, a base da cama fica solta do painel, de 3,05 x 1,04...
Para facilitar a limpeza, a base da cama fica solta do painel, de 3,05 x 1,04 m de altura. Apenas o lado esquerdo comporta uma mesa-de-cabeceira, quebrando a simetria. À direita, há um tablado baixo sob a luminária de piso (La Lampe). Marcenaria da Móveis Russo. Almofadas do Empório Beraldin e da Érea e manta branca da Collectania. Pendente da Lumini e cortina de linho da Donatelli. Projeto da arquiteta Paula Magnani.

Divulgação

O vão entre as prateleiras do banco de madeira laqueada (Érea) ficou na med...
O vão entre as prateleiras do banco de madeira laqueada (Érea) ficou na medida para os equipamentos de DVD e som. Toda a fiação foi embutida em conduítes por dentro da parede, produzindo um aspecto organizado. Projeto da arquiteta Paula Magnani.

Divulgação

Com profundidade de 40 cm, 10 cm a menos que o convencional, o criado-mudo é...
Com profundidade de 40 cm, 10 cm a menos que o convencional, o criado-mudo é acoplado ao painel da cabeceira, fixo na parede. “O móvel único proporciona um visual leve e adequado a ambientes pequenos”, diz a arquiteta Paula Magnani, autora do projeto.

Divulgação

Quarto de 11,80 m², projeto da arquiteta Paula Magnani.
Quarto de 11,80 m², projeto da arquiteta Paula Magnani.

Voltar ao topo

Estante na lateral da cama

Substituir a cabeceira por uma faixa de papel de parede de 1,60 m de largura teve o efeito de alongar o pé-direito neste quarto de 11,80 m². “As laterais pintadas em um tom contrastante reforçam essa impressão”, ensina a arquiteta Kharina Fiúza, dona do ambiente e autora do projeto. Como precisava de espaço para livros, Kharina posicionou uma estante ao lado da cama. “Ela tem 39 cm de profundidade, o que reduziu a área de circulação ao mínimo necessário.” A bancada estreita sob a TV oferece apoio extra. “Comporta até um laptop.”

Divulgação

A estante laqueada, de 2,30 x 2,20 m de altura (Ornare), abriga os livros e o...
A estante laqueada, de 2,30 x 2,20 m de altura (Ornare), abriga os livros e os aparelhos conectados à TV, como o DVD. Marcenaria da Candlar Móveis. Papel de parede da Wallpaper, ladeado por faixas pintadas de tinta Coral (ref. 1255*). Carpete da Avanti, porta-travesseiros da Blue Gardênia e colcha da Trousseau. Projeto da arquiteta Kharina Fiúza.

Divulgação

Os criados-mudos, de 55 x 50 cm, altura de 57 cm, oferecem pouca área de apo...
Os criados-mudos, de 55 x 50 cm, altura de 57 cm, oferecem pouca área de apoio. “Um abajur roubaria espaço no tampo. Por isso, optamos pelos pendentes, da Leila Rodrigues Iluminação.” Projeto da arquiteta Kharina Fiúza.

Divulgação

Kharina desenhou a bancada de 39 cm de profundidade saindo do painel. Abaixo ...
Kharina desenhou a bancada de 39 cm de profundidade saindo do painel. Abaixo dela, dois baús de freijó (Interni) guardam documentos. Espelhos nas laterais ampliam o espaço. Projeto da arquiteta Kharina Fiúza.

Divulgação

Quarto de 11,80 m² da arquiteta Kharina Fiúza.
Quarto de 11,80 m² da arquiteta Kharina Fiúza.

Voltar ao topo

Com penteadeira e escritório A incorporação de parte de um cômodo contíguo trouxe conforto ao quarto do casal, agora com 12,80 m². “Ganhamos quase 4 m² com essa solução, aproveitados com estantes e armários”, diz a arquiteta Paula Abbud, responsável pela reforma com a sócia, Denise Aguilar. Além da estação de trabalho e do pequeno home theater instalado no painel à frente da cama, o projeto conseguiu incluir até uma penteadeira, antigo sonho da moradora. “Fizemos o espaço render. A opção por cores claras, como o bege da cabeceira, colaborou para essa percepção.”

Divulgação

O nicho de 40 cm de profundidade foi preenchido com prateleiras e, na parte d...
O nicho de 40 cm de profundidade foi preenchido com prateleiras e, na parte de baixo, um armário para o enxoval, fechado com portas de correr. Execução da José Nogueira Marcenaria. Arandelas nas molduras laterais da cabeceira liberam espaço sobre os criados-mudos. A tinta bege é da Suvinil (ref. H104*). Roupa de cama da Trousseau, almofadas do Empório Beraldin e tapete da By Kamy. Projeto da arquiteta Paula Abbud.

Divulgação

A penteadeira de 1,30 m de largura x 40 cm de profundidade foi desenhada com ...
A penteadeira de 1,30 m de largura x 40 cm de profundidade foi desenhada com gavetas laterais e a parte central vazada para acomodar o banco. Logo ao lado, o painel exibe TV e equipamentos de home theater. Projeto da arquiteta Paula Abbud.

Divulgação

A área do escritório pertencia à parte do outro cômodo incorporada na ref...
A área do escritório pertencia à parte do outro cômodo incorporada na reforma. Prateleiras e uma bancada ocupam o vão, de 1,30 m de largura x 40 cm de profundidade. O gaveteiro guarda documentos. Projeto da arquiteta Paula Abbud.

Divulgação

Um tampo fixado na estante avança sobre o criado-mudo laqueado, de apenas 40...
Um tampo fixado na estante avança sobre o criado-mudo laqueado, de apenas 40 x 40 cm, altura de 52 cm. “Como o móvel tem rodízios, é possível puxá-lo para a frente para ter dois apoios.” Projeto da arquiteta Paula Abbud.

Divulgação

Quarto com 12,80 m² projetado pela arquiteta Paula Abbud.
Quarto com 12,80 m² projetado pela arquiteta Paula Abbud.

Voltar ao topo

Cantos bem aproveitados

O desafio do projeto elaborado pela designer de interiores Paula Almeida era explorar o formato comprido e estreito do quarto, de 12,88 m². “Para isso, desenhei o móvel branco laqueado percorrendo o ambiente de ponta a ponta”, diz. Multifuncional, ele se desdobra em cabeceira, criado-mudo e bancada – usada ora como penteadeira, ora como apoio para o laptop. Interrompida pelas portas do banheiro e do closet, a parede à frente da cama ganhou o revestimento de freijó. “O painel confere um ar elegante ao ambiente e ampara a TV.”

Divulgação

Encher o quarto de detalhes coloridos foi possível graças à marcenaria neu...
Encher o quarto de detalhes coloridos foi possível graças à marcenaria neutra. Entre eles, estão as almofadas da Ethnix e a coleção de brinquedos dos moradores, exibida no tampo de 7 cm de profundidade da cabeceira. Generosos, os criados-mudos têm 70 cm de largura x 45 cm de profundidade. Iluminação da Light Design e da Miriam Ferrentini. Enxoval da Trousseau, poltrona da Micasa e persiana da Luxaflex. Projeto da designer de interiores Paula Almeida.

Divulgação

O acabamento de freijó disfarça as entradas do banheiro e do closet. “Cons...
O acabamento de freijó disfarça as entradas do banheiro e do closet. “Consegui um visual discreto usando puxadores pequenos e portas pivotantes, que ficam niveladas no painel”, diz a designer de interiores Paula Almeida.

Divulgação

Criado-mudo, bancada e cabeceira compõem uma peça de marcenaria única. “S...
Criado-mudo, bancada e cabeceira compõem uma peça de marcenaria única. “Sem volumes soltos, o móvel, de 5 m de extensão, faz o espaço parecer mais fluido e limpo.” Projeto da designer de interiores Paula Almeida.

Divulgação

Com 1,30 m x 55 cm, altura de 90 cm, a bancada conta com espelho e gaveta par...
Com 1,30 m x 55 cm, altura de 90 cm, a bancada conta com espelho e gaveta para guardar a maquiagem. Quando precisam, os moradores podem apoiar o computador. Projeto da designer de interiores Paula Almeida.

Divulgação

Quarto com 12,88 m² projetado pela designer de interiores Paula Almeida.
Quarto com 12,88 m² projetado pela designer de interiores Paula Almeida.

Voltar ao topo

Banheiro incorporado

Ao abrir uma parte do banheiro para seu quarto, o arquiteto Flavio Hermolin ampliou visualmente o espaço. “Deixei a área do lavatório à vista, o que aumentou a impressão de profundidade”, explica. A esse respiro, somou-se a incorporação de um trecho de outro ambiente, o que permitiu somar 2 m² ao cômodo, agora com 11,60 m². Uma marcenaria meticulosa tirou proveito de cada centímetro. “Coloquei armário até no estreito corredor de saída.” No nicho à frente da cama, foram instaladas a TV e uma bancada, usada como miniescritório.

Divulgação

No corredor de saída, de 85 cm de largura, o arquiteto instalou um armário ...
No corredor de saída, de 85 cm de largura, o arquiteto instalou um armário de madeira laqueada sem puxadores. “Para não afetar a circulação, usei cavas nas portas”, diz o arquiteto Flavio Hermolin, autor do projeto. Tons claros predominam, favorecendo a sensação de que o espaço é maior. “Apliquei uma palha mais escura atrás da cama para ganhar contraste, uma forma de criar a ilusão de profundidade”, diz Flavio.

Divulgação

Com 60 cm de profundidade, a bancada serve de escritório. “Em vez de cadeir...
Com 60 cm de profundidade, a bancada serve de escritório. “Em vez de cadeira, adotei o pufe, que pode ser encaixado sob o tampo”, diz o arquiteto Flavio Hermolin, autor do projeto. Armários espelhados reforçam a sensação de amplitude.

Divulgação

Uma bandeja retrátil de 45 cm de profundidade sai do criado-mudo quando o mo...
Uma bandeja retrátil de 45 cm de profundidade sai do criado-mudo quando o morador quer apoiar o laptop. “Uso o banquinho de acrílico e consigo trabalhar e acessar a internet”, diz o arquiteto Flavio Hermolin, autor do projeto.

Divulgação

Quarto de 11,60 m² projetado pelo arquiteto Flavio Hermolin.
Quarto de 11,60 m² projetado pelo arquiteto Flavio Hermolin.

Voltar ao topo

Curta o CASA.COM.BR no Facebook