10 hotéis inspirados em escritores e clássicos da literatura

Livros e personagens serviram de ponto de partida para as narrativas que estes hotéis revelam

Por Redação Atualizado em 17 fev 2020, 15h53 - Publicado em 28 ago 2019, 00h21
Reprodução/Casa.com.br

Quando o assunto é viagem, é difícil não falar de literatura. Afinal, viajar e ler proporcionam encontros com outros cenários, realidades e versões atualizadas de nós mesmos. Como está tudo interligado, muitas hospedagens ao redor do mundo se inspiraram nas páginas dos livros para decorar e criar seu próprio storytelling. Abaixo, selecionamos 10 hotéis que contam histórias de diferentes lugares em época completamente distintas. Confira!

Radisson Sonya Hotel, Rússia

Reprodução/Casa.com.br

Um dos endereços mais emblemáticos da rede de hotéis global Radisson é em São Petersburgo, na Rússia. O edifício presta homenagem ao gigante da literatura russa, o escritor Fyodor Dostoyevsky, autor de Crime e Castigo. Há duas suítes no hotel batizadas de Renascimento e Ego, além disso as estampas nos tapetes revelam as iniciais de passagens do romance tanto em inglês quanto em russo. Cada suíte também ganhou citações do livro nas portas.

Les Plumes Hôtel, França

Reprodução/Casa.com.br

Este hotel boutique em Paris têm suas 35 suítes inspiradas por gigantes da literatura do século 19, como Victor Hugo, Arthur Rimbaud e Paul Verlaine. Les Plumes Hôtel Paris é todo trabalhado na personalidade já que brinca com o período nos detalhes de cada quarto e até nas roupas dos funcionários.

Book and Bed Shinjuku, Japão

Reprodução/Casa.com.br

Perfeito para os amantes de livros que não querem gastar muito, este hostel em Tóquio oferece hospedagem simples e muitos livros para ler, repare nas enormes estantes das áreas comuns. A rede tem várias unidades em toda a capital japonesa, mas este na região de Shinjuku tem a melhor atmosfera e uma localização imbatível.

The Plaza, EUA

Reprodução/Casa.com.br

O hotel hospedou Ernest Hemingway e inspirou F. Scott Fitzgerald a escrever algumas cenas de O Grande Gatsby – um dos grandes clássicos da literatura americana. É no The Plaza que acontecem algumas das cenas cruciais deste trágico romance do início do século 20.

Hotel de Glace, Canadá

Reprodução/Casa.com.br

O livro “A viagem ao centro da Terra”, de Julio Verne, é a inspiração do Hotel de Glace, na província de Quebec no Canadá. Feito todo de gelo, ele é um hotel de temporada já que precisa do frio para suportar a sua estrutura. A próxima abertura está programada para dia 2 de janeiro de 2020.

Continua após a publicidade

Hotel Le Marcel, França

Reprodução/Casa.com.br

Homenageando o conterrâneo Marcel Proust, este hotel parisiense ganhou personalidade por meio da inspiração em literatura e viagens. Os toques de índigo, que os proprietários dizem ser um elemento importante da literatura romântica, são espalhados por todo o hotel.

Le Pavillion des Lettres, França

Reprodução/Casa.com.br

Cada quarto deste hotel parisiense ganhou uma letra do alfabeto que representa o sobrenome de um escritor famoso. Assim, as citações das obras estão estampadas nas paredes e há também vários exemplares para os visitantes pegarem emprestado durante a estadia.

Library Hotel, EUA

Reprodução/Casa.com.br

Com inspiração em uma biblioteca, cada um dos andares deste hotel em Nova York homenageia uma das áreas do conhecimento, como Ciências Sociais, Literatura, História, Filosofia, Artes e mais. Os quartos têm a decoração relacionada com o tema de cada um dos andares.

The Hobbit Motel, Nova Zelândia

Reprodução/Casa.com.br

O hotel com seus chalés no campo é uma versão real do Condado, a vila dos Hobbits retratada no cinema. Construído em Waikato, fica no mesmo local onde foram feitas as filmagens dos filmes inspirados na obra de J.R.R. Tolkien.

The Stanley Hotel, EUA

Reprodução/Casa.com.br

O Hotel Stanley no estado do Colorado é  antigo, ele é uma construção em estilo georgiano do início do século 20. Em 1974, Stephen King se hospedou no quarto 217 do hotel e, durante à noite, teve uma experiência paranormal que o inspirou a escrever O Iluminado. Desde então, o hotel e o quarto 217 se tornaram uma lenda. Até hoje, o hotel recebe visitantes de todo mundo que buscam vivenciar as experiências dignas de um livro de suspense.

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade