Resíduos do SPFW N47 poderão virar tecidos em Economia Circular

O SPFW terá uma coleta seletiva, promovida pela Braskem, com o objetivo de demonstrar a importância do pós-consumo e da valorização do resíduo plástico

Por Redação Atualizado em 17 fev 2020, 16h09 - Publicado em 23 abr 2019, 11h48
Reprodução/Casa.com.br

Pela segunda edição consecutiva, o São Paulo Fashion Week N47 terá uma coleta seletiva, promovida pela Braskem, com o objetivo de demonstrar a importância do pós-consumo e da valorização do resíduo plástico como matéria-prima para novas aplicações.

Ana Laura Sivieri, gerente Global de Marketing Corporativo da Braskem, explica que a companhia assumiu, em 2018, um compromisso público em prol da Economia Circular, onde definiu uma série de iniciativas que irá adotar com o intuito de sensibilizar sua cadeia produtiva e a sociedade num ciclo sustentável de produção, consumo e descarte.

“Temos um pilar humano muito forte em nossa atuação, e como uma empresa B2B, temos uma relação mais próxima com a cadeia de clientes e fornecedores onde estamos inseridos. Acreditamos que a aproximação com as pessoas é muito importante, em especial para contribuirmos com novos hábitos sustentáveis de pós-consumo. A coleta seletiva do SPFW ajuda a materializar nossa responsabilidade e empenho com esta causa”, explica.

Reprodução/Casa.com.br

Os resíduos recolhidos durante o SPFW são direcionados para cooperativas parceiras da Braskem e, após este processo, a companhia direciona os materiais plásticos para outros parceiros na cadeia de transformação para produção de resina pós-consumo, que poderá ser aplicada, inclusive, em novos tecidos.

Continua após a publicidade

A ação faz parte da plataforma Wecycle, lançada em 2015 pela empresa com o objetivo de desenvolver negócios e iniciativas para a valorização de resíduos plásticos por meio de parcerias, trazendo confiabilidade e qualidade ao desenvolvimento de produtos, soluções e processos que envolvam todos os elos da cadeia de reciclagem do plástico.

Reprodução/Casa.com.br

Na última edição da semana de moda de São Paulo, foram recolhidos cerca de 50 m³ de resíduos, entre eles, copos descartáveis, tampinhas, latas de ferro e alumínio, papelão e papel. O volume coletado no último ano, equivale a 25 mil garrafas PET de dois litros.

Reprodução/Casa.com.br

Também nesta edição a Braskem apresentou o Desafio de Moda, realizado em parceria com a grife PatBo. O programa desafiou alunos das faculdades Belas Artes, FAAP, SENAC, Anhembi Morumbi e IED a criarem peças com tecido feito à base de polipropileno sob a orientação da Patricia Bonaldi. A peça vencedora fez parte do desfile da estilista e as demais ficaram expostas no espaço da Braskem durante o evento.

Continua após a publicidade

Publicidade