Paralela Gift 2009: sustentabilidade e preocupação social

Reaproveitamento de materiais e projetos ligados a ONGs dão o tom na Paralela.

Por Da redação Atualizado em 9 ago 2019, 10h05 - Publicado em 6 mar 2009, 17h36

As feiras de decoração, que aconteceram na primeira semana de março em São Paulo, tiveram um traço comum: preocupação com a situação ambiental crítica. Na Paralela, uma coisa ficou clara: quem não usa madeira certificada, de reflorestamento ou reaproveitamento está fora da moda. Outra confirmação: materiais que antes faziam parte exclusivamente do universo do artesanado – filtros de café usados é um exemplo – foram incorporados à linguagem chique dos designers. A inclusão social de catadores de papéis ou comunidades carentes, já conhecida do público paulistano, também intensifica-se.

Publicidade