Origem do design brasileiro é tema de mostras em São Paulo

O fotógrafo Edson Meirelles e o designer Tuben Martins apresentam olhares sobre o design no Instituto Tomie Ohtake

Por Do site Catraca Livre Atualizado em 20 dez 2016, 22h45 - Publicado em 7 Maio 2013, 12h10
edson_meirelles_1-450x303

O Instituto Tomie Ohtake apresenta duas mostras interessantes sobre o design, que formam o conjunto “Anônimos e Artistas”.

“Edson Meirelles vê a Gráfica Popular” e “Ruben Martins, o primeiro transgressor” tratam dos produtos e do consumo de massa, propondo um questionamento sobre quais seriam as origens do design brasileiro, atualmente reconhecido dentro e fora do país, mas ainda em busca de uma definição.

O fotógrafo Edson Meirelles passou os últimos 30 anos registrando e colecionado adaptações de logos e marcas que são usadas por aí sem a menor vergonha. Essa estética tão nossa e ao mesmo tempo ignorada é encontrada em placas de bares, caminhões, cartazes, rótulos de bebidas, casas comerciais, carrocinhas ambulantes, muros, placas, etc, muitas vezes pintadas pelos proprietários ou por passantes que, interessados em deixar uma mensagem, criavam uma tipografia.

Já Ruben Martins, chamado de “o primeiro transgressor”, foi um dos pioneiros no oficio de designer no país. Ele foi responsável pelo desenho de marcas importantes, algumas imortalizadas na cabeça dos brasileiros.

Continua após a publicidade

Serviço

“Anônimos e Artistas”

Onde: Instituto Tomie Ohtake (Rua Coropés, 88 – Pinheiros. São Paulo – SP)

Quando: de 08/05 a 02/06/2013 

Informações: (11) 2245-1900

Matéria publicada originalmente no site do Catraca Livre.

Continua após a publicidade

Publicidade