Casa Created with Sketch.

Novo Estádio Olímpico de Tóquio não tem espaço para a tocha

Local para o símbolo olímpico não está previsto no projeto de Kengo Kuma e deve ser definido até abril

1--estaìdio-nacional-toìquio

 (/)

O novo Estádio Nacional de Tóquio, que vai sediar as cerimônias de abertura e encerramento das Olimpíadas de 2020, ganhou mais uma polêmica. Depois de o projeto de Zaha Hadid, – que tinha um custo alto e foi alvo de críticas de arquitetos japoneses – ser cancelado, o governo promoveu um segundo concurso e escolheu a proposta do japonês Kengo Kuma. Mas ficou faltando um detalhe importante no projeto: um lugar para colocar a tocha olímpica.

Segundo o The Telegraph, o local para a tocha deve ser definido até abril, mas talvez seja difícil encontrar um espaço que atenda à condição do Comitê Olímpico Internacional de que ela fique visível para os espectadores e também do lado de fora do estádio. Um dos motivos é que o telhado da estrutura seria feito em parte de madeira, que é inflamável.

Só nos resta esperar o próximo capítulo dessa novela arquitetônica e torcer pela criatividade dos japoneses para encontrar uma solução.

2--estaìdio-nacional-toìquio

 (/)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Leonardo Reis Santiago

    Fácil. É só fazer como no Rio. Usar uma parte das arquibancadas para colocar a “Pira” (e não a tocha) e transportar o fogo para um local público visto por todos. Mais inteligente, mais acessível a todos e muito mais barato do que colocar a Pira no telhado, como costumava acontecer.

    Curtir