Fechado há 11 anos, Centro Petrobras de Cinema reabre no Rio

O espaço, projetado por Oscar Niemeyer como parte do Caminho Niemeyer, ficou fechado por 11 anos e tem inauguração marcada para o dia 24 de agosto

Por Mariana Bruno Atualizado em 20 dez 2016, 20h10 - Publicado em 9 ago 2016, 16h53
R01-oscar-niemeyer-centro-petrobras-cinema-niteroi

O Centro Petrobras de Cinema, em Niterói, no Rio, foi o primeiro complexo cinematográfico assinado por Oscar Niemeyer (1907-2012), que o planejou para ser o maior do Brasil. Ao lado de construções como a Fundação Oscar Niemeyer, a Praça JK, e o Museu de Arte Contemporânea de Niterói, o local faz parte do Caminho Niemeyer, um trecho de 11 quilômetros de obras do arquiteto que une a Zona Sul ao centro da cidade. Hoje, após 11 anos fechado, a história do espaço ganha um novo capítulo.

R04-oscar-niemeyer-centro-petrobras-cinema-niteroi

Sob o nome Reserva Cultural Niterói, filial do cinema de mesmo nome na Avenida Paulista, em São Paulo, o novo espaço contará com cinco salas de cinema, lojas, estacionamento, e espaços para a Livraria Blooks, o restaurante Bistrô Reserva, entre outros. O projeto, que venceu uma licitação aberta em 2014 para reformar e administrar o local, tem  inauguração marcada para 24 de agosto.

R02-oscar-niemeyer-centro-petrobras-cinema-niteroi
Continua após a publicidade

“Privilégio e responsabilidade, foi o que sentimos quando fomos contratados para desenvolver este projeto. Aproveitamos cada linha, cada perspectiva visual, cada nuança de sombra e luz deste projeto de Niemeyer. Com o objetivo de materializar a operação da Reserva Cultural de Niterói, adotamos um partido de projeto moderno e eficaz, que valorizasse ainda mais o potencial arquitetônico da obra”, explica Naassom Ferreira Rosa, diretor de projetos da KN Associados, que ficou encarregada da reforma e adequação do prédio, avaliada em R$ 12 milhões.

extra-cine-reserva-niemeyer extra-cine-reserva-niemeyer2

Para o francês Jean Thomas, proprietário do Reserva Cultural, contar com um espaço tão importante na arquitetura brasileira é motivo de grande orgulho: “Para mim, que sou admirador das obras do Niemeyer, poder conviver com a alma dele neste espaço é realmente um grande privilégio. Para o Reserva, é uma honra e uma enorme satisfação”, disse.

R03-oscar-niemeyer-centro-petrobras-cinema-niteroi R005-oscar-niemeyer-centro-petrobras-cinema-niteroi
Continua após a publicidade

Publicidade