Casa Created with Sketch.

Escola Britânica de Artes Criativas chega a São Paulo

Com abertura oficial prevista para agosto deste ano, a EBAC se instalou na Vila Madalena, em prédio assinado pelo arquiteto Isay Weinfeld

01-a-escola-britanica-de-artes-criativas-chega-a-sao-paulo

Em cooperação com a britânica University of Hertfordshire, premiada Entrepreneurial University of the Year de 2010 pela Times Higher Education, a Escola Britânica de Artes Criativas (EBAC) chega a São Paulo e deve ser aberta oficialmente em agosto. O centro irá ofertar cursos técnicos e intensivos (sobretudo nas áreas de Design, Arquitetura e Artes), preparatórios para provas de línguas e aulas regulares de Inglês. O colégio será instalado no LAB, no bairro da Vila Madalena, um edifício assinado pelo arquiteto Isay Weinfeld.  

02-a-escola-britanica-de-artes-criativas-chega-a-sao-paulo

“A EBAC é um centro educacional inovador, que oferecerá educação de disciplinas criativas, com qualidade mundial, para estimular o desenvolvimento da economia criativa no Brasil. Estima-se que a economia criativa é responsável por 2,84% do total do PIB brasileiro, ou mais de R$ 104,37 bilhões. Existem mais de 1 milhão de brasileiros empregados nos setores criativos, com um crescimento de mais de 90% nos últimos 10 anos”, explica o site oficial da instituição. 

03-a-escola-britanica-de-artes-criativas-chega-a-sao-paulo

O processo seletivo já está aberto para alguns cursos e acontecerá aos moldes britânicos, com avaliação de histórico escolar e entrevistas. Programas de bolsas de estudo também serão disponibilizadas: “Nossa preocupação também é não nos convertermos numa escola de elite. Queremos que uma porcentagem de alunos seja bolsista e tenha acesso às mesmas oportunidades e ensino que os pagantes”, explicou o empresário Rafael Steinhauser na apresentação para a imprensa, conforme publicado pela Hypeness. “Nosso grande desafio é desenvolver e reter esses talentos aqui. A educação de qualidade mundial é um dos caminhos prioritários para levar o Brasil a um estágio de desenvolvimento mais avançado”, ele completou, falando sobre o volume de estudantes que buscam cursos no exterior.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s