Dê uma volta pela instalação flutuante no lago Iseo, na Itália

Confira um vídeo em hyperlapse com cada detalhe das plataformas flutuantes que ligaram a ilha de San Paolo a Sulzano e Monte Isola

Por Redação Atualizado em 1 dez 2016, 04h59 - Publicado em 22 jun 2016, 19h06
1-lago-italiano-recebe-instalacao-flutuante-de-christo-e-jeanne-claude

Entre 18 de junho e 3 de julho, o lago Iseo, na Itália, recebeu 100 mil metros quadrados de tecido amarelo vibrante, totalizando três quilômetros de plataformas flutuantes. A instalação, chamada The Floating Piers, ligou as cidades de Sulzano e Monte Isola, contornando a ilha de San Paolo, e é de autoria de Christo e Jeanne-Claude. O efeito sensorial de andar diretamente sobre a água “ou até mesmo nas costas de uma baleia”, como explicou Christo, é resultado da construção com cubos de polietileno que se movem de acordo com o movimento das ondas. Já o tecido que cobre o caminho muda de cor com a ação da luz e da umidade, variando de vermelho até dourado.

2-lago-italiano-recebe-instalacao-flutuante-de-christo-e-jeanne-claude

A Motion Filmworks resolveu visitar o local, registrando mais de 8900 imagens que compõem um vídeo em hyperlapse. Confira o resultado abaixo:

A instalação, primeiro grande trabalho de Christo após o falecimento de sua esposa, em 2009, foi financiada pelo próprio artista a partir da venda de seus projetos originais, dos anos 60 e 70. Foram mais de 50 anos desde a primeira idealização do píer flutuante — durante esse período, Christo e Jeanne-Claude consideraram construí-lo no Rio de la Plata, na Argentina, e na baía de Tóquio, mas não tiveram permissão dos governos locais. Em 2014, Christo e sua equipe escolheram o lago do norte da Itália como destino final da obra.

3-lago-italiano-recebe-instalacao-flutuante-de-christo-e-jeanne-claude

 

Continua após a publicidade
Publicidade