Crítico colombiano Ricardo Daza fala sobre a arquitetura de seu país

Convidado do prêmio O Melhor da Arquitetura, o crítico colombiano Ricardo Daza reflete sobre a produção contemporânea do próprio país

Por Da redação Atualizado em 19 jan 2017, 15h52 - Publicado em 19 nov 2014, 16h20
01-critico-colombiano-ricardo-daza-fala-sobre-a-arquitetura-de-seu-pais

Como é a cena arquitetônica na Colômbia hoje?

Por um lado, alguns profissionais seguem na defesa das particularidades do lugar, e outros têm como modelo as tendências estéticas que vêm do exterior. Mas há um grupo que tenta equilibrar a tensão entre as peculiaridades regionais e a influência de conceitos em gravitação por aí. A produção se divide em projetos de interesse social e uma arquitetura de alto nível, cujo traço se move da exploração formal à contenção da forma. Todos retratam as contradições de um país cuja história se apoia na geografia agreste e na urbanização descontrolada.

Qual a importância dos nomes elencados por você (abaixo)?

São arquitetos cuja produção parece emergir de uma consistente investigação, com um fio condutor que se deixa permear e se transforma diante das demandas. As técnicas construtivas desses escritórios se adaptam a procedimentos internos criativos. Contudo, sua influência se medirá, de fato, somente ao longo do tempo.

 

Continua após a publicidade

Talentos para ficar de olho

Um discurso contundente, marcado pelos sentidos estético, ambiental e social, destaca estes três escritórios.

 

Continua após a publicidade

02-critico-colombiano-ricardo-daza-fala-sobre-a-arquitetura-de-seu-pais 03-critico-colombiano-ricardo-daza-fala-sobre-a-arquitetura-de-seu-pais 04-critico-colombiano-ricardo-daza-fala-sobre-a-arquitetura-de-seu-pais
Continua após a publicidade

Publicidade