RIBA revela o melhor da arquitetura britânica de 2019

A premiação, que ocorre anualmente, celebrou 54 construções inglesas que incluem prédios culturais e sustentáveis

Por Yara Guerra Atualizado em 17 fev 2020, 16h02 - Publicado em 27 jun 2019, 17h34
Coal Drops Yard, Londres, pelo Heatherwick Studio. Divulgação/Casa.com.br

O Royal Institute of British Architects (RIBA) nomeou os 54 vencedores do seu prêmio nacional, que incluem Kengo Kuma, Peter Zumthor e o estúdio de Thomas Heatherwick. Desde 1966, a premiação ocorre anualmente e celebra os melhores prédios construídos no Reino Unido.

Secular Retreat, Devon, Inglaterra, por Mole Architects com Peter Zumthor. Divulgação/Casa.com.br

Os projetos vencedores vão desde prédios públicos nas principais cidades da Grã-Bretanha, como o V & A Dundee de Kengo Kuma, até edifícios privados de pequena escala em locais remotos, como o Secular Retreat de Peter Zumthor.

“Apesar dos desafios políticos e econômicos dos últimos anos, nossos vencedores do Prêmio Nacional RIBA de 2019 mostram que a arquitetura do Reino Unido é altamente adaptável, imensamente talentosa e focada na comunidade como sempre”, diz o presidente da RIBA, Ben Derbyshire.

V&A Dundee, Dundee, Escócia, por Kengo Kuma & Associates com PiM.studio Architects e James F Stephen Architects. Divulgação/Casa.com.br

Neste ano, Derbyshire elogiou o número de projetos vencedores que envolveram o renascimento de estruturas históricas, como a reforma de uma estação de ônibus listada na década de 1960 por John Puttick Associates e Cassidy + Ashton.

Continua após a publicidade

A nova torre em Westminster Abbey por Ptolomeu Dean Architects também foi reconhecida, juntamente com a transformação da Collective Architecture de um antigo observatório em Edimburgo em um centro de arte contemporânea.

168 Upper Street, Londres, Inglaterra, por Groupwork. Divulgação/Casa.com.br

Dezesseis dos projetos premiados pelo RIBA foram prédios culturais, o que é entendido como a ambição atual do instituto de criar destinos culturais de alta qualidade.

Vários projetos habitacionais sustentáveis também foram incluídos e celebrados pela premiação, incluindo a Goldsmith Street por Mikhail Riches, o Mapleton Crescent da Metropolitan Workshop e a primeira comunidade co-habitacional de Cambridge, projetada pela Mole Architects.

“No momento em que o país está clamando por inovadoras habitação de qualidade a preços acessíveis, estou satisfeito de termos sido capazes de reconhecer alguns projetos exemplares”, diz Derbyshire.

Hampshire House, Hampshire, Inglaterra, por Niall McLaughlin Architects. A casa conta com um telhado de flores silvestres ondulante. Divulgação/Casa.com.br

Independente do cliente ou orçamento, os prêmios visam destacar o melhor que a arquitetura britânica tem a oferecer. Para conferir todos os vencedores do RIBA National Awards 2019, clique aqui.

Continua após a publicidade

Publicidade