China inaugura maior ponte de pedestres do mundo impressa em 3D

A obra custou 33% menos do que se fosse feita convencionalmente

Por mcnvieira Atualizado em 17 jun 2019, 11h49 - Publicado em 1 fev 2019, 11h31
Ponte impressa em 3D
Ponte de pedestres impressa em 3D na China é feita de concreto Tsinghua University (School of Architecture) - Zoina Land JCDA/Divulgação

As possibilidades da impressão 3D para a arquitetura não param de evoluir. A prova mais recente disso está na China, onde uma ponte de pedestres recém-inaugurada vem encantando a todos. Apesar de sua aparência relativamente comum, o grande diferencial é que a obra foi completamente construída a partir da impressão em três dimensões – e é a maior do mundo feita dessa maneira até agora.

Ponte impressa em 3D
A ponte durante cerimônia de inauguração Tsinghua University (School of Architecture) - Zoina Land JCDA/Divulgação

Com 26,3 m de comprimento e 3,6 m de largura, a ponte fica no Parque Industrial Wisdom Bay, em Xangai, e foi projetada pela equipe do professor Xu Weiguo, da Universidade de Tsinghua. A estrutura, inspirada em uma antiga ponte chinesa, usa um único arco que suporta todo o peso. Os pilares que apoiam o arco estão a uma distância de 14,4 m entre si.

Para testar o projeto e encontrar possíveis falhas, a equipe realizou primeiro a impressão de uma versão em escala reduzida. Somente quando foi comprovada sua segurança e resistência, teve início a impressão 3D em tamanho real, em um processo que durou 450 horas.

Ponte impressa em 3D
A ponte só saiu do papel após teste em escala reduzida mostrar que projeto era seguro Tsinghua University (School of Architecture) - Zoina Land JCDA/Divulgação

A obra em 3D custou 33% menos do que se fosse feita do modo convencional, especialmente porque a impressão permitiu que a estrutura dispensasse o uso de barras de reforço, diminuindo os gastos.

Ponte impressa em 3D
Detalhe da ponte mostra acabamento feito pela impressora 3D Tsinghua University (School of Architecture) - Zoina Land JCDA/Divulgação

A máquina inovadora de construção, criada pela própria equipe de Xu Weiguo, é a primeira ferramenta de impressão 3D em concreto que utiliza um braço do robô para evitar a obstrução no processo de extrusão e o colapso durante o empilhamento de camadas do material. De acordo com os pesquisadores, a tecnologia é relevante diante da falta de mão de obra para a construção civil, como tem acontecido no país. “A impressão 3D será um canal importante para resolver esse problema. Ele promoverá a transformação e modernização da indústria de construção da China”, informou a equipe do projeto em nota à imprensa.

Continua após a publicidade

Publicidade