Zínia é a primeira flor cultivada fora da Terra, segundo a NASA

O astronauta Scott Kelly, que está passando um ano na Estação Espacial Internacional, consegue cultivar uma zínia em plena órbita da Terra

Por Por Vanessa D'Amaro Atualizado em 14 dez 2016, 13h09 - Publicado em 20 jan 2016, 12h56
scott-kelly

Se você reclama que não tem dedo verde e que cultivar flores na sacada do apartamento é complicado, imagina como seria se você tentasse fazer isso na Estação Espacial Internacional? Talvez você não conseguiria (nem eu), mas a NASA é capaz. Foi justamente a novidade que o astronauta Scott Kelly divulgou nesta semana em seu twitter. Depois de meses tentando criar uma atmosfera adequada para o cultivo de uma zínia na câmara de crescimento de plantas da Estação Espacial, o astronauta, que é formado em engenharia, resolveu dar uma atenção toda especial à flor já que parecia que ela não sobreviveria: antes dela, dois brotos não resistiram a pressão interna do ambiente, porém Kelly apostou que uma poda poderia gerar bons resultados. Deu certo. No dia 17 de janeiro, foi possível observar uma linda zínia laranja se abrindo em plena órbita da Terra — como você vê na foto. Esta não é a primeira planta cultivada no espaço. Antes dela, os astronautas conseguiram criar alfaces para incluir em suas refeições diárias, compostas por rações nutritivas (o que prova que não se come bem fora deste planeta, mas a vista é maravilhosa). 

Publicidade