A linguagem fragmentada dos módulos na arquitetura e na decoração

Empilhados ou encaixados, módulos quebram a monotonia e dão forma ao conjunto. Veja como as peças aparecem na arquitetura e na decoração.

Por Por Denise Gustavsen Atualizado em 19 jan 2017, 15h49 - Publicado em 8 ago 2013, 20h23

Agrupadas, pequenas formas podem render grandes resultados. No universo da arquitetura e do design, são sinônimo de flexibilidade, qualidade imprescindível na vida contemporânea. Lotes apertados (ou muito inclinados) e moradias reduzidas instigam criadores a usar a imaginação para inventar projetos e produtos capazes de se adequar ao espaço disponível e aos desejos dos clientes. As novas tecnologias facilitaram a vida deles, como mostramos a seguir, em nove exemplos em várias escalas. Do Peru, veio a casa que emerge da escarpa. Do Japão, um projeto que vence a rigidez do concreto com a delicadeza de suas formas. Em Amsterdã, o UNStudio prova – é tudo uma questão de criatividade. Por fim, a designer espanhola Sandra Figuerola oferece mil e uma possibilidades com seus módulos prontos para virar sofá, mesa ou pufe.

 

Publicidade