Casa Created with Sketch.

5 dicas para garimpar e comprar móveis usados

A ideia de que é coisa velha ou que traz energias ruins ficou lá atrás, agora a moda é sustentabilidade, economia e peças exclusivas!

 (Burst/Pexels)

A popularidade das roupas, calçados e acessórios em brechós está crescendo cada vez mais. E, agora, é a vez dos móveis usados brilharem!

Com o início da pandemia, a busca por esses itens para incluir na decoração apresentou um crescimento exponencial.  Segundo uma pesquisa da GlobalData, de 2020, o mercado de segunda mão deve atingir US$ 64 bilhões e quintuplicar nos próximos cinco anos, ultrapassando o segmento de vendas tradicionais até 2024.

 (Reprodução/Giphy)

A economia circular é um ótimo método para diminuir o consumo de itens novos, que requerem ainda mais recursos naturais. Como um jeito de diminuir a sobrecarga do planeta, esse modelo é um dos caminhos para um futuro mais sustentável.

 (Cottonbro/Pexels)

Apesar desse tema ser sempre voltado para o mercado de roupas, a decoração da sua casa, escritório ou empresa também é um fator. Que tal reduzir o descarte desnecessário reutilizando aquelas peças que estão em perfeitas condições?

A procura pelos artigos perfeitos não possui critérios específicos, apenas foque no que combina com o seu gosto, o que procura e seu investimento! A seguir, 5 dicas para te ajudar a garimpar móveis usados:

1. Estado de conservação

 

Sinais de desgaste são normais em mobiliários antigos, formadas pelo uso ou tempo, mas eles também podem estar quase intactos. Ou seja, uma peça de segunda mão não significa, necessariamente, que estará quebrada ou danificada.

Entretanto, atenção aos detalhes quando o assunto é puxadores, gavetas, dobradiças, partes internas do móvel e traseira – sempre observando a integridade do material.

2. Potencial da peça

 

Encontrou um acessório lindo, mas não sabe se vale a pena porque aparenta estar desgastada e precisando de alguns reparos? Pense no potencial do item. Muitas vezes os móveis revendidos são peças únicas, fabricadas com materiais de excelente qualidade e durabilidade e causam impacto ao serem inseridos na decoração. O que é uma boa lixada e verniz quando esse é o resultado esperado?

Veja também

3. Repense a estrutura

 

Se alguma parte do produto não te agrada, nada te impede de repensar a estrutura dele. Com uma ajuda profissional, ou faça desse projeto um DIY, transforme o artigo e dê uma nova cara a ele, do jeito que você deseja e ainda com um “plus” de exclusividade.

4. Procure com tempo

 

Na hora de garimpar, reserve uma boa parte do dia para poder se dedicar à procura. Quem nunca ouviu dizer que a pressa é a inimiga da perfeição? Vá com tempo e paciência para observar, escolher e decidir.

5. Eletrodomésticos e objetos de decoração

 

Essas duas categorias também entram para a lista de itens vantajosos de lojas de segunda mão. Para a decoração, procure vasos, quadros, espelhos e louças.

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.