Parede de cozinha é revestida com piso tátil

Coladas diretamente sobre os azulejos, as mantas de PVC amarelas renovaram e adicionaram calor ao ambiente

Por Texto Juliana Duarte / Fotos Ricardo Jaeger Atualizado em 9 set 2021, 23h18 - Publicado em 14 fev 2017, 17h26

Eleger uma cor quente e estimulante e deixar que ela tome conta do espaço. Eis a estratégia da arquiteta Larissa Bassi para dar vida à cozinha do apê que divide com o namorado, o empresário Marcelo Barboza, em Porto Alegre. “O amarelo é vibrante e moderno, combina com nosso estilo de vida”, justifica a moça. No projeto, assinado por ela e por Fernanda Fleck, sua sócia no escritório Ambientta Arquitetura, o tom vestiu o chão e uma das paredes na forma de um inusitado revestimento de PVC resistente à umidade. A escolha pela integração aos cômodos vizinhos – lavanderia e sala de estar – também contribuiu para o aumento da luminosidade e da amplitude. De quebra, facilitou o exercício de uma das paixões do casal. “Nosso hobby é cozinhar para os amigos. Agora, sim, podemos recebê-los com conforto”, comemora a moradora.

O visual de cozinha americana foi conquistado graças ao vão de 1,45 x 1,40 m, aberto na divisória com a sala, que recebeu o balcão de refeições. Cobertos de tinta spray azul, banquinhos de madeira que os moradores já possuíam ganharam cara nova. Projeto de Larissa Bassi e Fernanda Fleck.

Continua após a publicidade

O acabamento em destaque é uma manta de PVC amarela, similar à usada em pisos táteis para deficientes visuais – aplicada com cola de contato diretamente sobre os azulejos. Não inflamável e resistente a temperaturas de até 180 ºC, o material pôde ficar na região do cooktop, protegido pelo frontão alto da bancada. Projeto de Larissa Bassi e Fernanda Fleck.

Continua após a publicidade

Na parede oposta, foram fixadas duas prateleiras. “Optamos pelas mãos-francesas para uma sustentação bem segura”, observa a arquiteta Larissa Bassi. A menor ganhou, na parte inferior, miniluminárias de LED que não exigem instalação elétrica: funcionam a pilha e são presas com fitas adesivas. Projeto feito em parceira com Fernanda Fleck.

Continua após a publicidade

Armários com pouca profundidade garantem a boa circulação do corredor. Projeto de Larissa Bassi e Fernanda Fleck.

No chão, uma manta similar, porém lisa, também foi colada sobre o revestimento anterior. Projeto de Larissa Bassi e Fernanda Fleck.

Mesmo com os radiantes revestimentos amarelos na parede e no piso, a arquiteta Larissa Bassi sentia falta de um último toque para aquecer de vez sua cozinha. Quando viu o enfeite de pimentas em um bazar, não pensou duas vezes. “Pendendo da prateleira em que ficam os temperos, ele enfeita o canto da janela, cuja bela vista é uma árvore de copa frondosa”, diz a a arquiteta Larissa Bassi.

Continua após a publicidade

Sem a antiga parede (1) que dividia os ambientes, a bancada da pia estende-se até a lavanderia. Embaixo dela, onde antes ficava o tanque, agora mora uma lava e seca (2). O balcão de refeições, por sua vez, prolonga-se no estar e serve de suporte para a TV (3). Projeto de Larissa Bassi e Fernanda Fleck.

Continua após a publicidade

– Bancada: de granito branco itaúna (3,20 x 0,64 m, com frontão de 15 cm). Marmoraria Painel Fidelidade

Continua após a publicidade

– Marcenaria: de MDF revestido de laminado branco, gabinete sob a pia (2,50 x 0,61 x 0,73 m*), armário (1,55 x 0,22 x 2,04 m) e balcão de refeições (3 x 1,15 m). De MDF com laminado na cor Ameixa Negra, da Masisa: duas prateleiras (3,90 x 0,30 x 0,06 m e 1,35 x 0,30 x 0,06 m). Escopelli Móveis

– Mantas de PVC: parede, 2,5 m² da BP3/02, da linha Pastilhada. Piso: 3,5 m² da BR08, da série Collors .PPM Laminados

– Tintas: paredes, látex acrílico na cor Elefante, ref. D161, da Suvinil. JCBertold. Bancos: da linha Spray Decor, da Colorgin, na cor Azul Colonial, ref. 8611. NaGaragem

– Mão de obra: retirada de paredes, Batista, R$ 1500. Instalação das mantas: PPM Laminados

*largura x profundidade x altura.

Continua após a publicidade

Publicidade