Continua após publicidade

Carpete dá alergia: mito ou verdade? A resposta vai te surpreender

Será que é possível que carpetes auxiliem no controle das doenças respiratórias?

Por Redação
Atualizado em 18 out 2023, 21h49 - Publicado em 22 out 2023, 19h00

Todo mundo já ouviu, pelo menos uma vez na vida, que tapetes e carpetes provocam alergias respiratórias. Mas pesquisas feitas ao longo dos anos revelam que esses revestimentos, com a higiene adequada, podem ser aliados no combate a alergias.

Estudo conduzido pelo pesquisador Andreas Winkens, da Sociedade dos Engenheiros e Laboratórios Ambientais gui-lab da Alemanha, concluiu que os carpetes ajudam a reter as partículas de poeira e ácaros que ficam suspensas no ar, o que não acontece em pisos frios e lisos. De acordo com a pesquisa, essa propriedade reduz em até 50% o comprometimento da qualidade do ar. O estudo, que durou 15 anos, revelou que os carpetes, ao reterem as partículas no solo, facilitam a eliminação desse material com uma simples limpeza feita com aspirador de pó.

Gif do elefante Dumbo espirrando
(Reprodução/Giphy)

Outro estudo, feito pela agência de pesquisa holandesa TNO, sob comando do Dr. Jan Duyzer, revelou que a quantidade dessas partículas é consideravelmente menor em ambientes com pisos têxteis em comparação aos pisos frios. Segundo a Câmara Técnica de Carpetes, Tapetes e Capachos da Associação Brasileira da Industria Têxtil e Confecção (ABIT), com a higiene adequada, a capacidade de reter partículas torna os carpetes, tapetes e capachos excelentes barreiras para controle da entrada de certos poluentes em ambientes internos, o que pode, até mesmo, melhorar a qualidade do ar que respiramos.

Continua após a publicidade
Escritório com vista para o parque ganha projeto com toque futurista. Projeto Óbvio Arquitetura.
Projeto Óbvio Arquitetura. (Henrique Queiroga/Casa.com.br)

“Quando poeira e outras partículas se depositam em um carpete fabricado com tratamento antialérgico e com boa manutenção feita com aspirador de pó, a quantidade de poeira e ácaros que fica suspensa no ambiente é menor do que acontece nas mesmas condições em um piso convencional”, explica Franklin Delgado, especialista em carpetes da A Pérola dos Tapetes.

Continua após a publicidade

Pesquisa no Brasil

Gif de carpete geométrico do filme O Iluminado
(Reprodução/Giphy)

O tema também foi estudado pelo médico Alexandre Todorovic Fabro, por meio da Universidade de São Paulo (USP), e pela bióloga e mestranda, Sabrina Setembre Batah. Os cientistas avaliaram a influência de tapetes, carpetes e capachos na qualidade do ar e na saúde das pessoas. Segundo o especialista, as tecnologias empregadas na fabricação e manutenção de revestimentos de piso derrubam a tese de que têxteis são responsáveis por alergias e outros problemas respiratórios.

Conheça o escritório da Huawei no Rio de Janeiro. Projeto do escritório Starq.
Projeto do escritório Starq. (Roberto Price/Casa.com.br)

À ABRAFAC (Associação Brasileira de Facilities), Fabro informou que cobertores e casacos que ficam meses dentro do armário, mesmo tendo sido lavados antes de serem guardados, apresentam tantos riscos quanto um carpete ou tapete sujos. “O problema é o acúmulo de poeira e fungos, o que só se resolve com a correta higienização”, disse o pesquisador.

Como higienizar carpetes e tapetes corretamente

Escritório com vista para o parque ganha projeto com toque futurista. Projeto Óbvio Arquitetura.
Projeto Óbvio Arquitetura. (Henrique Queiroga/Casa.com.br)

A Câmara Técnica de Carpetes, Tapetes e Capachos da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e Confecção (ABIT) estabeleceu as diretrizes para a correta limpeza e manutenção de carpetes e tapetes.

Continua após a publicidade

De acordo com o guia, é preciso usar um aspirador de pó nas limpezas cotidianas. É recomendado que os aspiradores sejam verticais e tenham escova rotativa elétrica na base de sucção. Outra recomendação é que possuam classificação de filtragem adequada (filtros de classe HEPA ou filtragem com água) com no mínimo 95% de eficiência.

Conheça o escritório da Huawei no Rio de Janeiro. Projeto do escritório Starq.
Projeto do escritório Starq. (Roberto Price/Casa.com.br)

“Um bom carpete é fabricado com filamentos sintéticos de alta tecnologia, com propriedades antialérgicas. Obviamente que a higienização adequada é fundamental neste processo. Com os carpetes, pisos vinílicos, revestimentos de cerâmica e madeira, vale a mesma regra: qualquer piso que não recebe a higienização adequada pode potencializar crises alérgicas”, resume Delgado.

Continua após a publicidade

O especialista explica que, além da aspiração feita rotineiramente, é recomendável, a cada 12 ou 18 meses, depende do uso do carpete, fazer uma manutenção com empresas especializadas em limpeza de tapetes ou carpetes.

Dicas de higienização para tapetes e carpetes

  • Evite o uso de produtos químicos agressivos, opte por soluções suaves;
  • A cada 12 ou 18 meses faça uma higienização com uma empresa especializada;
  • Coloque barreiras de contenção nas entradas dos ambientes para evitar acúmulo de sujeiras;
  • Faça a limpeza imediata de manchas, evitando a fixação no carpete;
  • Utilize aspirador de pó na limpeza cotidiana.

Fonte: Guia Oficial ABRITAC

Continua após a publicidade
Publicidade