Casa Created with Sketch.

Passo a passo para começar seu jardim

Separamos 10 dicas para quem quer plantar em casa, mas não sabe como

 

Quem nunca ficou com vontade de comer algo que produziu com as próprias mãos ou até mesmo de criar um cantinho verde e acolhedor dentro de casa? Saiba que a trajetória não é difícil, mas requer atenção e cuidado. 

Para te guiar, separamos, aqui, algumas dicas importantes:

O que deseja plantar?

Antes de mais nada, decida o que gostaria de ter no seu jardim. Priorize os alimentos e ervas que você e sua família consomem muito – essa regra não é necessária para flores, que são sempre bem-vindas. 

Escolha o melhor local

Certifique-se que as escolhas fazem sentido para o espaço reservado. Se for pequeno, prefira os verdes que não se espalham em grande proporção. Atente-se, também, às mudanças climáticas e os impactos na sua horta. Grande parte das frutas e vegetais requerem bastante Sol, mas verduras, ervas e vegetais de raiz preferem uma sombra parcial. 

Tome cuidado com os animais e crianças, interferências no crescimento das plantas e no solo podem ser prejudiciais. 

Planeje a cama de cultivo

 (Reprodução/Giphy)

Ao decidir o local, escolha um tipo e tamanho de canteiro. Os elevados são versáteis, de fácil acesso e manutenção, porém, secam mais rápido. O ideal é organizar em linhas ou em um padrão de grade, maximizando o espaço de cultivo. Comece devagar, certificando que todas as mudas possuem espaço suficiente para crescer. Em jardins verticais, você terá mais safras em um espaço menor.

Plantar em lugares alternativos, em caso de espaço limitado, também está valendo! Sacos ou recipientes podem ser um ótimo começo para a sua horta. Tenha em mente que modelos com água própria, como os vasos autoirrigáveis, são mais fáceis de cuidar do que vasos de flores comuns, principalmente os mais porosos, que secam rapidamente.

Considere adquirir algumas ferramentas básicas

Ter utensílios de jardinagem pode facilitar muito o trabalho e torná-lo mais prazeroso. Dependendo do tamanho da sua área verde, invista em pá, luvas, tesoura de poda, regador ou até mesmo uma enxada ou ancinho. Mantenha-as limpas e afiadas, promovendo a sua durabilidade. 

Teste o solo

Antes de começar a construir o canteiro, procure saber mais sobre o solo. O equilíbrio de nutrientes e a presença de matéria orgânica fazem diferença na sua qualidade. Mas saiba que a maioria das culturas preferem um ph em torno de 7, nível neutro.

Muitas características podem ser determinadas apenas observando a terra, porém se você busca se aprofundar no assunto, procure testes caseiros ou até mesmo laboratórios profissionais.

Como preparar o solo?

Grande parte das plantas preferem solos profundos, drenados, férteis e ricos em matéria orgânica. Bons vegetais e frutas nascem apenas de uma terra adequada, sendo assim, priorize esta etapa. Apenas fertilizantes e corretivos devem ser adicionados na área verde, para economizar tempo e dinheiro.

Escolha as sementes e transplantes

Se você deseja cultivar variedades específicas, provavelmente precisará começar a partir das sementes – esse hábito também é ótimo para economizar dinheiro. Caso não estiver pronto para lidar com o cultivo, procure vasos com mudas que tenham aproximadamente o mesmo tamanho da vegetação adulta – plantas grandes em moldes pequenos têm probabilidade de ficarem presas às raízes e sofrerem choque quando transplantadas.

Sinais de estresse também devem ser analisados, como danos causados ​​por insetos ou folhas amarelas. Na hora da compra, pergunte se os produtos foram tratados ou pulverizados com químicos potencialmente prejudiciais, como pesticidas neonicotinóides. 

Atenção na hora plantar!

As sementes devem ser colocadas na terra com cerca de 3 vezes mais profundidade do que seu diâmetro, a menos que indicado de outra forma na embalagem. Algumas também requerem luz para germinar. Já os transplantes, em sua maioria, devem ser feitos na mesma profundidade em que estavam crescendo no vaso. 

Importante! Os verdes mais jovens possuem maiores chances de danificação do que os mais velhos e por isso precisam de proteção quando são colocadas ao ar livre.

Alimente sempre o seu jardim

 

 (Food Network/Reprodução)

Regar em excesso é tão ruim quanto não regar o suficiente, verifique o solo antes de aguar – muito umidade pode causar o apodrecimento de sementes e raízes. Alimentos foliares, como chá composto, podem ser adicionados para dar às plantas nutrição extra e uma dose de micróbios saudáveis.

Se você tem uma horta saudável e bem nutrida, seus problemas de pragas devem ser mínimos, os insetos são mais atraídos por vegetações estressadas ou de alguma forma deficientes. Mas para a maioria dos problemas existe uma solução orgânica – as ervas daninhas, por exemplo, quando pequenas, podem ser utilizadas como cobertura do solo, alimento ou medicamento.

Se você não está preparado para se dedicar aos cuidados do seu jardim, talvez seja melhor optar por itens de manutenção baixa, como brotos ou ervas. Dependendo do tamanho de suas plantações, os requisitos de tempo podem variar de alguns minutos por dia a um trabalho em tempo integral.

Aproveite a sua colheita!

À medida que as safras amadurecem, certifique-se de colher prontamente para obter a melhor qualidade. Folhas verdes, como o alface, podem ser cortadas sem preocupações, pois voltam a crescer.

Se algo não deu certo na primeira vez, não se preocupe. Existem diversas maneiras de organizar e criar um jardim – tente descobrir o que é melhor para você e sua horta.

*Via Common Sense Home

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.