As 13 melhores ervas para sua horta dentro de casa

Saiba como desfrutar de sabores frescos durante todo o ano

Por Redação Atualizado em 6 fev 2022, 00h02 - Publicado em 8 fev 2022, 19h00
Imagebroker / Alamy Stock Photo/Gardeningetc

Já pensou em trocar as plantas domésticas comuns por ervas? Além do toque diferencial, você terá ingredientes fresquinhos para cozinhar! Os melhores tipos para plantar dentro de casa são fáceis de cultivar, desde que crie as condições certas. Eles são resistentes, úteis e bonitos.

Para a maioria, especialmente os tipos mediterrâneos, como sálvia e tomilho, você precisa de um peitoril de janela ensolarado com pelo menos quatro a seis horas de sol por dia.

Westend61 GmbH / Alamy Stock Photo/Gardeningetc

As ervas também precisam de calor: 18 a 24°C e não menos que 10°C. Certifique-se de que tenham uma boa drenagem, então use vasos com furos e um composto multiuso, sem turfa, misturado com areia.

Por se desenvolverem rapidamente, replantar em um vaso maior, quando as raízes aparecerem no fundo, é muito importante. Além disso, é necessário umidade, então coloque os recipientes em pires de pedrinhas com água. Cortar a folhagem, também é outro passo essencial, porque ajuda as suas plantas a produzirem novas folhas saborosas.

Toby Mitchell/Getty/Gardeningetc

As ervas vêm em todas as formas, tamanhos e sabores. Portanto, a sua escolha depende se você está procurando estética ou gosto. Conheça a seleção das melhores ervas para cultivar em ambientes fechados e comece a construir seu jardim interno:

1. Hortelã

 

Hortelã tem uma folhagem verde brilhante e um sabor fresco. Ela pode ser usada para fazer chás, molhos e o famoso drink mojito. Propagar a espécie por meio de estacas é muito fácil e, ainda, se enraizarão facilmente quando mantidas na água.

Ela gosta de um solo rico e úmido, mas de em um ambiente com temperatura entre 15 a 21ºC. Apenas tome cuidado com sua característica produtora desenfreada, pois consegue se espalhar rapidamente. Portanto, dê a ela seu próprio vaso grande e nunca plante com outras ervas.

2. Louro

 

Famoso por ir no tempero dos feijões, o loureiro é uma das melhores árvores para crescer em recipientes. Além de sua beleza estrutural, sua folhagem possui maravilhosas propriedades aromáticas.

Mantenha-o em um vaso dentro da sua casa, em um local ensolarado e com boa ventilação. Borrife as folhas com frequência e cuidado com pragas, como cochonilhas.

3. Salsa

 

A salsa é inestimável na cozinha e não precisa de tanto sol quanto outras ervas. Escolha entre as variedades de folhas planas e sabor mais forte ou os tipos decorativos de folhas encaracoladas.

Aprender a cultivar salsa a partir de sementes é complicado, por isso recomendamos que você compre pequenas mudas. Alternativamente, se você tiver plantas de salsa ao ar livre, você pode desenterrá-las antes do inverno, dividir e plantar no peitoril da janela da cozinha.

Não se preocupe com a quantidade de folhas que irá cortar para cozinhar, ela continuará produzindo cada vez mais. A salsa é uma bienal, por isso vai diminuir no inverno e precisa ser substituída a cada primavera.

4. Lúcia-lima

 

A espécie possui um aroma de limão e é facilmente cultivada a partir de estacas. O fato de não ser completamente resistente a torna perfeita para ser posicionada dentro de casa. Faça um chá refrescante ou adicione as folhas a saladas de frutas e sorvetes.

Ela cresce até 2 m em jardins, então corte as hastes para restringir o desenvolvimento se você estiver com pouco espaço dentro de casa. Mantenha-a ventilada e borrife com frequência para se proteger contra o ácaro vermelho.

5. Tomilho

 

O tomilho é um ingrediente essencial em todas as cozinhas, com pequenas folhas aromáticas em caules de sabor forte. Perfeito para colocar em pratos salgados, como carne assada. Cresce facilmente a partir de sementes e é altamente ornamental, com minúsculas flores rosa ou malva no verão.

Por ser uma erva mediterrânea, ele deve ser mantido seco e em um local ensolarado. Escolha entre o tomilho limão ou o thymus pulegioides. Continue cortando os caules para estimular um novo crescimento fresco e utilize as flores se quiser um sabor mais forte.

Veja também

6. Manjericão

 

O manjericão adora o calor, mas não o sol brilhante, e pode aguentar um pouco de sombra. Plante-os, a partir de sementes, na primavera. E posicione os vasos em um parapeito quente, longe da luz solar direta ou na parede da cozinha como uma ideia de jardim vertical. Quando começarem a crescer, continue aparando e usando as folhas perfumadas. Eles são ótimos com tomates ou misturados ao molho de macarrão.

Continua após a publicidade

O manjericão precisa ser mantido úmido, mas não encharcado, e replantado com frequência, pois crescem rapidamente. Diferentes variedades incluem um manjericão de folhas roxas de cor de beterraba e o manjericão grego de folhas pequenas.

7. Cebolinha

 

Com seus finos caules verdes e pequenas flores, a cebolinha é muito atraente. Obtenha uma muda a partir de sementes na primavera, ou desenterre a muda do jardim e replante em seções com composto multiuso sem turfa no outono, para ter um suprimento de cebolinha fresca à mão durante o inverno.

Apare o seu ramo se a folhagem parecer amarela, para que ele continue produzindo novas folhas, e evite desenvolver flores, se você estiver cultivando pelo sabor.

8. Alecrim

 

Este arbusto mediterrâneo perene fica bem em recipientes, mas pode ser complicado mantê-lo dentro de casa. Por ser propenso a mofo, mantenha-o bem ventilado. Ele precisa de pelo menos 6 a 8 horas de sol, então selecione o cômodo mais ensolarado da residência.

Mantenha suas plantas de alecrim em solo levemente úmido, mas não encharcado. E deixe o solo secar entre as regas.

9. Sálvia

 

O sabor defumado das folhas de sálvia é perfeito para rechear a carne e, ainda, faz um bom chá. Outra das ervas perenes do mediterrâneo, o tipo pode ser posicionado em ambientes fechados, mas precisa ser realmente ensolarado. Mantenha-o aquecido, a 21°C.

Gosta de boa drenagem, por isso é melhor fixá-lo em um vaso de terracota e deixá-lo secar entre as regas. Existem várias variedades para escolher: o roxo de aparência mais atraente (sálvia-comum) e uma versão com folhas douradas ( salvia officinalis ‘Icterina’). Estes também podem ser usados ​​para cozinhar, mas são menos saborosos do que as outras espécies.

Se for fixá-las no jardim, priorize colocá-las no canteiro de vegetais perto de suas batatas, pois são companheiras desta erva.

10. Manjerona

 

A manjerona pode ser comparada ao orégano, mas apresenta um sabor mais sutil. Ficará feliz em uma janela interna em um lugar quente, idealmente a uma temperatura de 18 a 21°C. As pequenas folhas podem ser cortadas das mudas e adicionadas a molhos de salada e pratos de massa.

Prepare as sementes na primavera ou compre ramos pequenos. Prepare uma mistura de composto multiuso, sem turfa, e com areia ou perlita para drenagem máxima. Corte sem medo no final do verão.

11. Oregano

 

A luz do sol é essencial e o solo encharcado deve ser evitado. Os tipos com folhas douradas e variegadas são melhor cultivadas em sombras claras para evitar queimaduras.

Borrife regularmente e apare com força no final do verão.

12. Murta

 

A murta é um arbusto com folhas aromáticas altamente perfumadas, que podem ser adicionadas à carne de porco assada no final do cozimento. Atraente durante todo o ano, produz flores brancas e fofas no verão, seguidas de pequenas bagas preto-azuladas.

O tipo precisa do lugar mais ensolarado que você pode dar, mas tenha em mente que pode crescer até 3 m. Escolha a variedade myrtus subsp. tarentina para ambientes internos, que é mais compacto que a espécie.

13. Sardinheiras (pelargonium)

 

Os primos perfumados dos populares gerânios resistentes da floração, se dão bem dentro da residência. Mantenha-os a 13°C durante o inverno. Eles têm folhagem perfumada, mas flores insignificantes.

Selecione entre variedades rosa (p. capitatum), limão (p.crispum) e hortelã-pimenta (p. tomentosum). Use-os em cosméticos ou na confecção de bolos e para dar sabor a pratos de frutas e sorvetes.

Eles crescem facilmente a partir de estacas na água na primavera. Corte as plantas no outono, regue com moderação no inverno e não replante até que seja realmente necessário.

*Via Gardeningetc

 

Continua após a publicidade

Publicidade