Casa Created with Sketch.

10 flores que vão trazer beija-flores para seu jardim

Confira que espécies plantar para atrair os polinizadores e os principais cuidados para o cultivo

 (Sonia Nadales/Unsplash)

Existe coisa mais preciosa que olhar para o seu jardim e ver beija-flores experimentando os seus cultivos? Nós do Casa.com.br sabemos que não. Se há algum tempo você vem procurando atrair esses pássaros e não consegue, não se preocupe: reunimos aqui as 10 melhores espécies para trazer beija-flores para o seu jardim.

Para começar, procure flores com cores ricas e fortes (flores vermelhas são as favoritas dos beija-flores), formas longas ou afiladas que podem acomodar os longos bicos dos pássaros e néctar abundante para mantê-los sempre voltando atrás de mais.

As plantas nativas são sempre as melhores porque os bichinhos estarão mais familiarizados com as flores e as plantas crescerão com o mínimo de cuidado.

 (Zdeněk Macháček/Unsplash)

Além disso, considere plantas com um longo tempo de floração ou floração repetida, o que fornecerá uma fonte confiável de alimento para os beija-flores por muitas semanas. E a boa notícia? As mesmas plantas amadas por eles também atraem borboletas, abelhas e outros polinizadores.

Confira abaixo estão 10 das melhores espécies de flores para atrair beija-flores para sua paisagem:

Dica: diversidade é importante

É uma boa ideia usar várias plantas em seu jardim, em vez de depender de uma ou duas espécies. Um jardim diversificado será mais atraente e fornecerá muito alimento para diferentes espécies de beija-flores durante a primavera, verão e outono.

1. Monarda didyma

 

 (Adrienne Legault/the spruce)

As pontas cheias e a forma esférica da monarda a tornam uma planta interessante e atraente no jardim – e um ímã para beija-flores, borboletas e outros polinizadores. Esta flor normalmente cresce de dois a quatro metros de altura e requer divisão a cada três a quatro anos. Ela se auto-semeará livremente no jardim, a menos que as flores murchem depois de florescer.

  • Variedades de cores: grupos vermelhos, mas roxo e laranja também existem
  • Exposição ao sol: de sol total a sombra parcial
  • Necessidades do solo: solo rico, de umidade média a úmida

2. Flor Cardeal (Lobelia cardinalis)

 

 (Bill Buchanan/Flickr)

Um membro do gênero Lobelia de plantas com flores, a flor cardinal é uma espécie perene que produz longos caules de flores que chegam a mais de um metro de altura. Suas ricas flores vermelhas são delicadas, tornando-a atraente tanto como planta de jardim quanto como fonte de alimento para os beija-flores.

É melhor posicionada na parte traseira de canteiros de jardim mistos. A cobertura morta ajuda a manter o solo úmido e também evita que o gelo se acumule em climas mais frios. As flores cardeais não requerem divisão, mas têm vida relativamente curta. No entanto, elas se auto-semeiam livremente e frequentemente colonizam de forma permanente no jardim.

  • Variedades de cores: vermelho escarlate; grupos brancos e rosas também disponíveis
  • Exposição ao sol: de sol total a sombra parcial
  • Necessidades do solo: solo rico, de umidade média a úmida

3. Zínia

 

 (Leticia Almeida/the spruce)

A zínia está entre as plantas anuais mais fáceis de crescer, com flores coloridas que as tornam as favoritas dos beija-flores e outros polinizadores.

A maioria das zínias de jardim são grupos de algumas espécies do gênero Zinnia, especialmente Z. elegans, a zínia comum. Existem literalmente centenas de cultivares disponíveis, categorizados por grupos de acordo com seu hábito de crescimento e forma de flor.

As alturas variam de quinze centímetros a cerca de um metro, e as cores das flores estão disponíveis em quase todas as matizes.

Veja também

Depois que os colibris se saciam do néctar, as sementes se desenvolvem à medida que as flores amadurecem, atraindo tentilhões e outras aves que adoram sementes. As zínias também fazem flores de corte maravilhosas.

Eles gostam de solo úmido, mas podem ser suscetíveis a doenças fúngicas em condições úmidas ou quando a folhagem fica molhada durante a rega. Dê às plantas espaço suficiente para estimular a circulação de ar e evitar a rega excessiva.

  • Variedades de cores: todas as cores, exceto azul e marrom
  • Exposição ao sol: sol pleno
  • Necessidades do solo: solo úmido, úmido e bem drenado

4. Sálvia

 

 (Krystal Slagle/the spruce)

O gênero sálvia dentro da família da menta é muito grande, com várias espécies anuais e perenes, mas as sálvias comuns cultivadas como plantas de jardim são geralmente cultivares de Salvia nemarosa ou Salvia greggii, também conhecida como sálvia de outono.

As hastes altas de flores pequenas e delicadas as tornam excelentes plantas para as costas ou o centro dos canteiros de flores. As flores de sálvia surgem em meados do verão e florescem até o final da estação. Elas irão florescer repetidamente se mantidas úmidos.

Esta planta cresce de 45 centímetros a 90 centímetros de altura, não requer divisão e aumenta constantemente de tamanho com o tempo. É uma planta muito fácil de cultivar.

  • Variedades de cores: malva, rosa, roxo, azul
  • Exposição ao sol: sol pleno
  • Necessidades do solo: solo seco a umidade média e bem drenado

5. Lamprocapnos spectabilis

 

 (Autumn Wood/the spruce)

Uma planta deslumbrante com folhagem atraente e flores pendentes em forma de coração em branco ou rosa, a lamprocapnos spectabilis têm melhor desempenho em climas mais frios e locais levemente sombreados.

Eles crescem de 60 a 90 centímetros de altura e podem ser cortadas para mudas à medida em que se alongam.

A folhagem pode ficar amarela e morrer novamente no calor do verão, mas as plantas retornam com segurança a cada primavera. Esta planta gosta de solo úmido, mas também deve ser bem drenado para evitar o apodrecimento das raízes.

  • Variedades de cores: rosa, branco
  • Exposição ao sol: sombra parcial a sombra total
  • Necessidades do solo: solo rico, úmido e bem drenado

6. Buddleia davidii

 

 (Leticia Almeida/the spruce)

Este arbusto com flor atrai tanto beija-flores quanto borboletas. Os cachos grossos e alongados de flores florescerão repetidamente de meados do verão até o outono.

Esta é uma planta tolerante à seca que prospera em pleno sol e se desenvolve em um arbusto espesso e luxuoso com o tempo, atraindo mais beija-flores e fornecendo grande abrigo para diferentes tipos de pássaros.

Cuidado: A buddleia davidii é considerada uma planta invasora em algumas regiões, portanto, verifique com as autoridades locais antes de plantá-la. Os cultivares são um pouco menores e mais comportados do que as espécies principais.

  • Variedades de cores: rosa, roxo, azul
  • Exposição ao sol: sol pleno
  • Necessidades do solo: solo com umidade média e bem drenado; tolera condições de seca

7. Campsis radicans

 

 (David Beaulieu/the spruce)

Também chamada de trombeta, esta planta pode rapidamente dominar uma pequena área e subir em muitas superfícies, incluindo caramanchões, cercas e árvores. Tem uma folhagem densa e as suas flores longas e tubulares são perfeitas para os beija-flores.

Ela se desenvolve melhor em pleno sol ou sombra parcial, mas tome cuidado com suas propriedades invasivas e crescimento agressivo. A poda frequente é necessária para evitar que esta planta sobrecarregue um jardim ou escape para as áreas circundantes.

  • Variedades de cores: laranja, vermelho, amarelo
  • Exposição ao sol: de sol total a sombra parcial
  • Necessidades do solo: solo regular e bem drenado

8. Tremoceiro (Lupinus x hybridus)

 

 (Kara Riley/the spruce)

Os tremoceiros selvagens não têm um bom desempenho em hortas caseiras, mas muitos híbridos foram desenvolvidos para se tornarem plantas perenes de jardim excelentes, embora de vida curta. Esta flor de florescência precoce é ideal para atrair colibris de primavera antes que outras flores tenham surgido e quando as fontes de alimento para insetos ainda podem ser escassas.

As plantas geralmente crescem de um a 1,2 metro de altura com pontas de flores densas, embora também existam variedades anãs disponíveis. Elas precisam ser replantadas a cada três anos ou mais. Em climas mais quentes, os tremoceiros costumam ser cultivados como anuais.

  • Variedades de cores: roxo, azul; cultivares branca, rosa e amarela também estão disponíveis
  • Exposição ao sol: sol pleno
  • Necessidades do solo: solo uniformemente úmido e bem drenado; prefere solo ligeiramente ácido

9. Aquilégia

 

 (Adrienne Legault/the spruce)

Existem várias espécies dentro do gênero Aquilegia que são usadas em jardim (por exemplo, Aquilegia canadensis, o columbino comum), mas ainda mais importantes são os muitos cultivares e híbridos desenvolvidos a partir dessas espécies.

A aquilégia é mais frequentemente usada como planta de borda ao redor de cercas e canteiros de flores. Ela cresce de trinta centímetros a um metro de altura, dependendo da variedade. Remover as hastes da flor após a floração vai provocar novas flores.

  • Variedades de cores: azul, roxo, rosa
  • Exposição ao sol: de sol total a sombra parcial
  • Necessidades do solo: solo regular e bem drenado

10. Petúnia

 

 (Kara Riley/the spruce)

Petúnias são uma das flores anuais mais populares, pois são muito fáceis de cultivar e muito baratas. Eles funcionam bem em praticamente qualquer local com jardim ensolarado e também são os favoritos para vasos e cestos em espaços pequenos.

A flor se desenvolve melhor em pleno sol e desabrochará repetidamente, fornecendo néctar abundante para os beija-flores famintos.

  • Variedades de cores: rosa, branco, vermelho, roxo, azul, cores mistas
  • Exposição ao sol: sol pleno
  • Necessidades do solo: solo com umidade regular e bem drenado

*Via The Spruce

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.