Casa Created with Sketch.

CASACOR São Paulo 2019: o que esperar da 33ª edição da mostra

Repleto de novidades, o evento está ainda mais sustentável e tecnológico

Estamos a menos de um mês de um dos eventos mais aguardados do calendário nacional de arquitetura, design e decoração: a CASACOR São Paulo. Todos os anos, ela reafirma seu papel crucial no mercado e apresenta novas tendências, deixando claro o porquê da CASACOR ser a maior mostra do segmento nas Américas.

Como de costume, o evento será no Jockey Club de São Paulo e ocorrerá entre os dias 28 de maio e 4 de agosto. A mostra paulistana apresentará mais de 70 ambientes inspirados no tema Planeta Casa – incluindo lofts, lounges, salas, estúdios, um apartamento completo e muitos outros. O time de profissionais já confirmados inclui nomes consagrados, como Leo Shehtman, Jóia Bergamo, Roberto Riscala, Denise Barretto, Pedro Lázaro e Leo Romano.

Em sua 33ª edição, a mostra mantém a tradição de proporcionar experiências incríveis para os visitantes. Restaurantes, bares e boulangeries garantem o melhor da gastronomia. Lojas selecionadas oferecem a oportunidade de comprar produtos incríveis. Novidade deste ano, a Arena CASACOR promoverá semanas temáticas com palestras e debates reflexivos sobre as grandes questões do morar. Por fim, a CASACOR São Paulo 2019 inova com alterações no circuito e grandes investimentos em sustentabilidade e tecnologia.

Planeta Casa: o tema da CASACOR 2019

As mudanças mais efetivas e duradouras ocorrem de dentro para fora. É com essa linha de pensamento que a CASACOR optou pelo tema Planeta Casa em 2019. Se encararmos o lar como universo particular de cada indivíduo, é a partir dele que as mudanças e conexões surgem, e assim podem transformar o entorno e a comunidade.

“É pensar de dentro para fora, começando pela nossa individualidade e nosso propósito como ser humano, somente assim conseguimos enxergar o outro, como um elo no cuidado com o mundo”

Lívia Pedreira, diretora superintendente da CASACOR.

O tema será seguido por todas as edições nacionais e internacionais da mostra – que percorre mais de 18 cidades brasileiras e quatro países, incluindo a CASACOR São Paulo.

Para traduzir o Planeta Casa em ambientes, o elenco será pautado em três pilares essenciais: afetividade, tecnologia e sustentabilidade. Os elementos são parte da receita para o lar ideal, que respeita o meio ambiente, usufrui das facilidades contemporâneas e estimula o amor pela vida.

Inspirada no tema da mostra, a campanha da CASACOR São Paulo 2019 foi criada pela agência Casa Darwin e o artista Carlo Giovani:

Sustentabilidade

Em cada nova edição da CASACOR, o compromisso com a sustentabilidade é reforçado e aprimorado. Em 2019, a meta é deixar de produzir 450 toneladas dos mais diversos resíduos em todas as fases do evento e dar destinação adequada para o restante.

Há três anos, a mostra assumiu a responsabilidade de buscar a certificação ISO 14.001 até 2020. No ano passado, a CASACOR São Paulo ratificou uma série de medidas e soluções e conseguiu impedir que 99,3% das 2.323 toneladas de resíduos gerados fossem para aterros sanitários – o material desviado foi reciclado ou reaproveitado*.

-

(Rafael Renzo/CASACOR)

Redução do uso de alvenarias

Tecnologias de construção a seco já apareceram em alguns ambientes da mostra paulistana em 2018, como a Loja CASACOR, feita pelo Marton Estúdio. Os sistemas industrializados aliam precisão, ganhos significativos de tempo e benefícios para o meio ambiente: evitam o desperdício de recursos naturais, principalmente a água.

Em 2019, as construções usando esses moldes serão maioria na CASACOR São Paulo. O uso de alvenarias foi drasticamente reduzido neste ano, sendo apenas permitido em casos pontuais, se houver comprovação técnica e exigência funcional – por exemplo, a necessidade de fazer um muro de arrimo.

A medida faz parte da estratégia de gestão de resíduos e foi adotada considerando que a CASACOR é uma mostra de arquitetura efêmera, então não há necessidade de montar estruturas com carácter definitivo que serão demolidas dois meses depois.

“Não é só dizer que a gente faz a valorização de 99,3% que está tudo bem. Temos que dar uma nova utilização para aquele material e fazer doações, mas a gente não precisa gerar o resíduo”.

Arquiteto da mostra, Darlan Firmato.

Reaproveitamento do drywall

O drywall é um dos principais materiais utilizados para fazer as divisões entre os espaços na mostra. O método é composto por placas de gesso que são parafusadas.

Um dos objetivos desta edição é conseguir reaproveitá-lo, realizando um trabalho de conscientização com os arquitetos e suas empreiteiras para que, ao final dos meses de evento, essas placas sejam desparafusadas, conservadas e utilizadas pelos próprios profissionais em outros projetos ou encaminhadas para ONGs.

Todos os anos, a CASACOR incentiva seus participantes a darem um novo uso para elementos usados na estrutura de seus ambientes. No ano passado, 61 toneladas de materiais da mostra paulistana foram doados para ONGs*.

-

(Rafael Renzo/CASACOR)

Zerar a emissão de carbono

Em sua 33ª edição, a CASACOR São Paulo pretende fazer a compensação total de sua emissão de carbono.

Em 2018, a meta do evento era realizar 48% da compensação, ela foi batida e o resultado final foi 78,9%. Isso foi possível devido ao programa de gestão de resíduos e a dois fatores importantes: primeiro, ao final da mostra, toda a madeira usada no evento foi transformada em biomassa; segundo, todas as sobras de alimentos recuperadas nos meses de duração foram transformadas em adubo orgânico*.

Economia circular

Ao invés enviar os resíduos para aterros sanitários, que tal devolver para indústria que pode transformá-los em insumo para novas fabricações? Essa prática evita não só o descarte, mas também a extração de novas matérias-primas.

Todo o isopor da CASACOR São Paulo 2018 foi coletado e enviado para uma empresa no sul do país, o material foi processado e ganhou nova vida na forma de rodapés, rodameios e outros produtos. O mesmo aconteceu com o entulho, triturado e transformado em agregado para a construção civil, e com o vidro, enviado para indústrias que utilizam o elemento. Em 2019, a mostra paulistana pretende repetir e melhorar os feitos.

-

(Divulgação/CASACOR)

Detalhes essenciais

A preocupação com a sustentabilidade também está em cada um dos espaços. Todos os metais Deca utilizados na mostra terão dispositivos economizadores de água. Além disso, a Coral forneceu tinta a base d’água para os ambientes.

*Informações retiradas do Relatório de Sustentabilidade CASACOR 2018

Arena CASACOR: um espaço de reflexão sobre o morar

Se as mudanças são a finalidade, as reflexões e discussões são o caminho. Em mais uma manifestação do tema Planeta Casa, a mostra paulistana apresenta a Arena CASACOR, um espaço destinado para palestras, debates e reuniões, que levantarão questões importantes referentes ao morar, as profissões que o envolvem e até ao papel da própria mostra.

Os encontros acontecerão durante toda a CASACOR São Paulo, sempre de terça a sexta, à noite – geralmente a partir das 19h30 –, e serão divididos em semanas temáticas.

A primeira será de mestres da CASACOR, com renomados profissionais que fazem ou já fizeram parte da história da mostra. Em seguida, virá a semana dedicada para arte, depois arquitetura e, por último, sustentabilidade. Ao final do ciclo, os temas serão repetidos mais uma vez – com exceção do primeiro, que será transformado em design.

Na nona e última semana da mostra, não haverá um tema específico, a ideia é reunir reflexões e fazer um apanhado geral dessa edição.

Em breve, o site oficial da CASACOR irá divulgar a programação completa do espaço e também instruções de como participar de cada um dos encontros.

Graças a uma parceria da CASACOR São Paulo com Mackenzie, Belas Artes e IED, professores destas instituições participarão de alguns dos eventos. Além disso, grupos de alunos, que estudam nesses centros acadêmicos, terão aulas práticas na mostra paulistana.

Novidades no circuito

Quem já está acostumado com a CASACOR São Paulo, sabe que o circuito sempre começa pela direita, certo? Não mais! Em 2019, o caminho será iniciado pela esquerda! A ideia é dar uma luz nova e mostrar os ambientes por um outro ângulo.

Nesta edição, a entrada será feita pela Tribuna 2, localizada na Av. Lineu de Paula Machado, 1.075. A mostra terá ao todo cerca de 15 mil m². Além da tribuna, o visitante irá percorrer um pouco da antiga vila de funcionários, o bar do relógio e duas pagadorias.

A visita inicia com um setor de casas, logo em seguida aparecem os primeiros espaços gastronômicos – uma boulangerie, um restaurante e um café –, depois de mais algumas casas e alguns estúdios, o público é encaminhado para o prédio da tribuna. No edifício, o visitante encontra mais estúdios, alguns lofts e um apartamento completo – localizado no segundo andar. Ao sair do prédio, é recebido por uma área mais comercial, que inclui espaços de convivência, lojas, um restaurante e um bar. A arena CASACOR é o último ambiente do circuito.

Considerando que uma visita detalhada pode demorar entre três e quatros horas, ao montar o percurso, a mostra se preocupou em criar algumas paradas, onde o visitante pode descansar, tomar água ou café, e até carregar o celular. Além disso, ao longo de todo o caminho existem banheiros posicionados estrategicamente.

Ambientes para ficar de olho: 

1. Para construir a casa que assinam na mostra, os arquitetos da Intown Arquitetura, Alexandre Gedeon e Hugo Schwartz, estão reaproveitando toda a estrutura metálica, as esquadrias, as marcenarias e as luminárias que usaram na última CASACOR Rio de Janeiro.

Loft Renault assinado por Alexandre Gedeon e Hugo Schwartz, da InTown Arquitetura, na CASACOR Rio de Janeiro 2018

Loft Renault assinado por Alexandre Gedeon e Hugo Schwartz, da InTown Arquitetura, na CASACOR Rio de Janeiro 2018 (André Nazareth/CASACOR)

2. Pilares e vigas metálicas, que já pertenceram a um shopping, foram usados na casa do Très Arquitetura. Uma boa parte do ambiente será feita de vidro. As vigas encontradas em um ferro-velho foram escolhidas porque representavam uma alternativa sustentável para criar uma estrutura leve.

3. A mesma estrutura de madeira usada na Loja CASACOR do ano passado será reaproveitada nessa edição. O Marton Estúdio está novamente responsável pelo ambiente. A construção feita a seco ficou guardada no Jockey e agora será exposta. Como a loja esse ano é um pouco maior, ela sofreu uma leve alteração para aumentar o espaço.

Loja CASACOR feita pelo Marton Estúdio em 2018

Loja CASACOR feita pelo Marton Estúdio em 2018 (Rafael Renzo/CASACOR)

4. O Plantar Ideias assina um dos espaços de convivência da mostra, o Varandar. O mobiliário usado na área foi criado pelo escritório e utiliza placas de energia solar em sua composição – a ideia é ressignificar o material. Os móveis serão acesos à noite e poderão ser utilizados pelo público. Além disso, também serão fonte de energia para os visitantes carregarem os celulares.

5. A praça feita pelo KalilFerre Paisagismo terá bebedouros disponíveis para o público. A ideia é que os visitantes levem a própria garrafinha — preferencialmente a reutilizável — e possam abastecê-la no espaço. A medida faz parte da estratégia sustentável da CASACOR e procura diminuir a quantidade de plásticos comprados e descartados na mostra.

Espaço Brasil de Origem, assinado pelo escritório KalilFerre Paisagismo na CASACOR São Paulo 2018

Espaço Brasil de Origem, assinado pelo escritório KalilFerre Paisagismo na CASACOR São Paulo 2018 (Evelyn Müller/CASACOR)

6 . Se depender da arquiteta Ana Luiza Sawaia, o público se sentirá acolhido e relaxado na CASACOR. Todos os detalhes da saleta criada pela profissional convergem para o conforto. O ponto-chave do espaço é o piso aquecido de madeira, que promete abraçar o visitante. Segundo a arquiteta, o espaço é interativo e o público será convidado a retirar os sapatos.

Obras da CASACOR São Paulo 2019

Gastronomia

O visitante da CASACOR não encontra apenas uma mostra de decoração, mas uma experiência sensorial completa. Restaurantes e boulangeries são tradicionais na mostra paulistana e apresentam sempre o melhor da gastronomia.

Em 2019, a CASACOR São Paulo receberá cinco estabelecimentos gastronômicos:

Restaurante Badebec

Figurinha carimbada na mostra paulistana, o Badebec retorna para sua 16ª edição – após um ano distante. Comando por Lourdes Bottura, o buffet terá opções variadas, incluindo alimentos orgânicos. O espaço será assinado por Gustavo Paschoalim.

Bar Iulia

Ótimo lugar para celebrar com os amigos e fazer um rápido lanche. O Iulia é um tradicional de comida contemporânea, localizado no Jockey Club e criado pelos irmãos Rodrigo e Ricardo Lima. Marcelo Diniz dará vida ao ambiente.

Café Ofner

A Ofner participa pela segunda vez da mostra, com salgados, bolos e lanches deliciosos. O espaço está maior do que ano passado e será assinado por Jóia Bergamo.

Dona Deôla

A Dona Deôla é ideal para tomar um bom café acompanhado pelas delícias da tradicional padaria paulistana. Patrizia Genovese e Andrea Camasmie assinam o ambiente.

Limone

Localizado no começo da mostra, o Limone irá conquistar os visitantes com um incrível cardápio à la carte. O espaço será feito pela dupla Rodrigo Ramos e Márcia Buschinelli, do Habitat Projetos Inteligentes.

Para relembrar: espaços gastronômicos da CASACOR São Paulo 2018

Lojas

Selecionadas a dedo, as lojas presentes na CASACOR São Paulo completam a experiência exclusiva da mostra. Neste ano, o público poderá fazer compras em quatro estabelecimentos:

Gustavo Eyewear 

Pela segunda vez na mostra, a Gustavo Eyewear apresenta incríveis e exclusivos óculos pintados à mão, fabricados artesanalmente pelo designer Gustavo Gonçalves. O espaço será feito por Daniela Colnaghi.

Mels Brushes

Pela primeira vez mostra paulistana, a Mels Brushes já esteve em outras edições da CASACOR. Os produtos da marca são perfeitos para perfumar e decorar os ambientes com muita sofisticação. Sharon Filtrer irá criar o ambiente.

Etna

A Etna, famosa rede de móveis e objetos de decoração, irá participar da mostra com uma loja departamento, específica para vender utensílios domésticos. O ambiente será assinado por Maurício Queiroz.

Loja CASACOR

Com uma forte curadoria, a Loja CASACOR reúne os melhores itens relacionados a design, arquitetura e decoração. O espaço será feito novamente pelo Marton Estúdio.

Para relembrar: espaços comerciais da CASACOR São Paulo 2018

Tecnologia

Sempre antenada às principais tendências do segmento da arquitetura, design e decoração, a CASACOR aposta no investimento em tecnologia para melhorar a experiência do visitante não só na mostra, mas ao longo de todo o ano.

Novo site

A CASACOR está remodelando seu site para melhorar a navegação do visitante, facilitando o acesso a conteúdos sobre eventos, profissionais, ambientes e marcas. O novo portal terá um pré-lançamento nas próxima semanas, com informações gerais da CASACOR São Paulo 2019, e, na estreia da mostra, terá todo seu potencial entregue ao público.

Uma das principais novidades é que haverá uma área exclusiva para comprar produtos expostos de forma fácil e direta. Além disso, a ideia é aprimorar o cadastro dos clientes e assim montar experiências personalizadas para os diferentes públicos, desde os apreciadores do segmento, passando por estudantes e chegando aos profissionais da área.

Ingressos e reservas online

Os ingressos da CASACOR São Paulo 2019 serão vendidos online e não é necessário imprimi-los para entrar na mostra. O visitante deve apresentá-los no celular, tablet ou em outro dispositivo. Essa medida está aliada a estratégia de sustentabilidade da CASACOR e irá evitar o desperdício de papel e tinta para impressão. Outros eventos internos também poderão ser comprados ou reservados pelo site.

QR Codes nos ambientes

Para aprofundar a experiência em cada ambiente, QR Codes estarão disponíveis nos espaços. Com a câmera de seu smartphone, o visitante pode capturar os códigos e acessar páginas online com conteúdos exclusivos: fotos, vídeos, descrições e informações sobre os profissionais.

Mapa online

O mapa da mostra estará disponível online, assim o visitante terá mais facilidade para encontrar o que procura. Além disso, a não impressão do material segue a mesma lógica dos ingressos, evita o desperdício de papel e tinta.

WI-FI

Para usufruir de todas as novidades, os visitantes terão acesso a uma rede gratuita de WI-FI. Para utilizá-la basta realizar um cadastro simples e rápido.

Serviço

Onde: 

Jockey Club de São Paulo – Av. Lineu de Paula Machado, 1075

Quando:

28 de maio a 04 de agosto de 2019

Terça a sábado e feriados, das 12h às 21h

Domingo, das 12h às 20h

*datas previstas com possíveis alterações

Ingressos: 

Disponíveis online em: casacor.byinti.com