Tóquio 2020: medalhas olímpicas serão feitas com metal reciclado

Para definir o design das medalhas olímpicas, os Jogos Olímpicos de Verão promoveram um concurso. Conheça o projeto vencedor!

Por Evelyn Nogueira Atualizado em 17 fev 2020, 15h59 - Publicado em 24 jul 2019, 14h57

Já podemos entrar em contagem regressiva para as Olimpíadas! O evento esportivo ocorrerá em Tóquio, no próximo ano, a partir de 24 de julho. Para entrar no clima olímpico, já temos novidades: o design das medalhas foi revelado hoje, exatamente um ano antes do início da competição – e sua confecção será 100% sustentável.

Reprodução/Casa.com.br

Os Jogos Olímpicos de Verão promoveram um concurso para definir o design das medalhas. O projeto vencedor é de Junichi Kawanishi, e foi fabricado a partir de metais reciclados. Mais de 400 ideias foram inscritas na competição.

Reprodução/Casa.com.br

Nos últimos dois anos, o comitê organizador dos Jogos Olímpicos recolheu aparelhos de eletrônicos para tornar a confecção possível. No total, 47 mil toneladas de dispositivos eletrônicos foram coletadas.

Segundo o designer, o desenho das medalhas foi idealizado para parecer com pedras brutas, que foram polidas, e refletem temas como glória e nação, as quais os atletas precisam lutar diariamente.

Continua após a publicidade

Reprodução/Casa.com.br

Com 85 milímetros de diâmetro, a frente da medalha apresenta Nice, a deusa grega que personifica a vitória, a força e a velocidade. Nice está na frente do estádio Panathinaikos, em Atenas, e a imagem faz uma bela referência à história dos jogos. No verso da medalha, os cinco anéis olímpicos aparecem abaixo de “Tokyo 2020”.

Reprodução/Casa.com.br

Todas as 5.000 medalhas, de ouro, prata e bronze, foram fabricadas usando 100% dos metais coletados pelo comitê e pesam respectivamente 556 g, 550 g e 450 g. Com a iniciativa, Tóquio deixa claro que pretende promover uma sociedade mais sustentável e que é possível celebrar grandes conquistas em harmonia com o meio ambiente.

O case onde as medalhas serão entregues Reprodução/Casa.com.br

Veja abaixo o vídeo divulgado pelo comitê.

Continua após a publicidade

Publicidade