5 erros comuns de quem usa o estilo Boho

Confira essas dicas para criar espaços aconchegantes e harmoniosos

Por Redação Atualizado em 18 Maio 2022, 14h40 - Publicado em 19 Maio 2022, 13h00
Sala de estar em tons de bege e branco, decorada por móveis de madeira, sofá cinza claro e plantas.
FollowTheFollow/Getty Images

Os espaços de estilo Boho são muito populares e conhecidos por sua inclusão de elementos de design dos anos 70, como móveis ondulados, peças de vime, tapetes e mantas macias, tapeçarias de macramê e muitas plantas.

Embora o estilo em geral seja considerado descontraído, é possível cometer alguns erros. Conversamos com entusiastas de decoração que incorporaram elementos do estilo em seus próprios espaços para descobrir exatamente quais são esses equívocos – e como corrigi-los.

1. Usar muito vime

Cadeira de vime de balanço dentro de uma sala. Ambiente em tons de bege e branco, decorado por tapetes e plantas.
AsiaVision/Getty Images

Os móveis de vime são tendência em casas de todos os tipos, mas é particularmente comum encontrar essas belas peças em espaços de estilo boho. De acordo com alguns entusiastas, no entanto, pode haver um excesso.

“Um erro que as pessoas podem cometer é adicionar muitas peças de vime e não misturá-las com outros materiais”, explica a influenciadora digital Ana Isaza Carpio. “Adoro colocar pedaços de vime pela casa, mas não um ao lado do outro.”

Carpio sugere combinar achados de vime com detalhes em madeira ou metal – o latão é um de seus materiais complementares favoritos. Ela reitera: “Uma cadeira de vime com uma mesa de madeira cairia perfeitamente, mas tente não compor uma cadeira de vime com uma mesa de vime. É tudo uma questão de misturar texturas.”

Varanda decorada por tapetes, cadeiras cobertas por peles e palha.
Reprodução/DigsDigs

A designer Miriam Silver Verga concorda. “Nós entendemos, vime é indicativo do estilo boho, mas não é a única opção”, comenta ela. “Adicione um banquinho ou pufe de tecido em vez de adicionar mais um pedaço do mesmo material.”

E enquanto você está nessa pegada, por que não seguir a onda vintage ou de brechó? “Talvez tentar uma mesa retro que você possa pintar facilmente para dar vida nova e depois obter peças de um artista local”, sugere Verga.

Sophie Hill concorda que móveis baratos costumam ser o caminho a seguir. “Acho que quando as pessoas compram móveis novos no estilo boho, nunca são de boa qualidade ou parecem tão bonitos quanto peças baratas”, comenta ela.

2. Apenas Decorando com Neutros

Planta em vaso encapado por vime.
Alexandr Kolesniko/Getty Images

Os espaços de estilo boho geralmente apresentam muitos tons de palha, bege e creme – basta pensar nas cortinas de macramê, por exemplo. No entanto, optar por peças apenas neutras não é a melhor opção, observa a blogueira de design de casa Emily Welch.

Há tantos outros tons que podem ser incorporados. “Pessoalmente, adoro adicionar coral, verde musgo e/ou mostarda às minhas paletas de cores”, comenta Welch.

Hill expressa sentimentos semelhantes. “Eu diria que a única coisa que vejo de inadequado quando as pessoas tentam fazer o estilo boho é que elas se concentram demais nos neutros”, comenta ela.

Continua após a publicidade

Mesmo que você prefira manter seus móveis principais neutros, pense fora da caixa quando se trata de decoração, ela sugere: “Acho que usando diferentes tipos de madeiras naturais e linhos você ainda pode adicionar cor em acessórios, como almofadas e obras de arte.”

3. Não fazer experiências com outros estilos

Cama com lençol e fronhas em tons de bege e branco. Em um lado, uma cadeira de vime, do outro uma planta.
Aleksandra Konoplia/EyeEm/Getty Images

Não há necessidade de limitar seu espaço apenas a peças de estilo boho quando você pode se divertir desenhando elementos de outros estilos de design, observa a influenciadora digital Breanna Young.

“O estilo Boho é conhecido por ser quente e vibrante, portanto estilos tipicamente mais frios, como industrial, moderno e escandinavo são ótimos complementos.”

Young implementou essa tática em seu próprio apartamento no Brooklyn. “No meu loft industrial, coloquei plantas suspensas, texturas naturais, decoração em tons de cobre e um tapete persa para deixar ainda mais aconchegante e descontraído”, ela compartilha.

4. Segurando muita desordem

Sala de estar em tons de bege e branco, decorada por móveis de madeira, sofá cinza claro e plantas.
Roxo-Gh/Getty Images

Embora um espaço de estilo boho deva ser aconchegante e acolhedor, é possível exagerar nos acessórios e na decoração. “É fácil ter muita confusão com o visual boho”, compartilha a influencer Ashley Sedelbauer.

Ela oferece algumas dicas para aqueles que procuram mitigar esse problema. “Eu recomendaria a abordagem menos é mais, com foco nas camadas. Se você perceber que tem muitas camadas de itens, padrões ou cobertores, sugiro diminuir a carga”, comenta ela. “Muito boho pode definitivamente se transformar em uma bagunça!

5. Não incorporar textura suficiente

Living com banco de dois lugares decorado por uma manta e almofadas em macramê.
Reprodução/DigsDigs

“Um dos erros mais comuns ao decorar uma casa com uma vibe boho, seja colorida e eclética ou neutra e minimalista, é não adicionar texturas o bastante”, diz a influenciadora Lisa Arslaner . Por que a textura é tão importante?

“As texturas criam profundidade e dimensão no design boêmio e moldam sem esforço aquele sentimento aconchegante e vivido”, explica ela. Felizmente, existem muitas maneiras de incorporar facilmente a textura em sua casa.

“Colocar diferentes tecidos como boucle, linho, veludo e pele em um sofá, adicionar um tapete felpudo (ou até mesmo colocar uma camada de juta e um tapete felpudo um em cima do outro) e adicionar cerâmica texturizada, detalhes em vime e flores secas em uma prateleira são ótimas maneiras de diversificar texturas e animar um espaço”, comenta Arslaner.

*Via The Spruce

Continua após a publicidade

Publicidade