Casa Created with Sketch.

6 lições de decoração que vão te surpreender

Alguns conceitos são básicos e por isso servem de regra, outros podem (e devem) ser adaptados para cada gosto

 (Angus Williams/Apartment Therapy)

Apesar de muitas coisas no design serem dadas como regras, como colocar cortinas nas janelas e escolher tapetes e móveis do tamanho certo para seus quartos; outras coisas são livres para interpretação e podem ser adaptadas para cada projeto e residente – mesmo que pareça ou digam que não! Veja algumas lições de decoração que se encaixam nisso:

1. Escandinavo não precisa significar tudo branco

 

 (Bjurgors Skane/decoist)

O design escandinavo muitas vezes evoca linhas simples, minimalismo e paredes brancas, móveis, decoração e tudo mais. Mas, surpresa! Só porque você ama esse estilo, não significa que você tem que dar adeus para todas as cores em sua casa. O estilo escandinavo pode ser misturado e combinado com uma série de estilos sem ser muito exagerado.

2. Prateleiras flutuantes não resolvem todos os problemas

As prateleiras flutuantes são vistas como um salva-vidas para pequenos espaços. Elas ajudam criando espaço vertical para armazenamento e também revestem as paredes, dando vida e personalidade.

 (Spacejoy/Unsplash)

No entanto, elas exigem manutenção extra, para ficar sempre bonitas e organizadas. Então, se as prateleiras flutuantes deixarem de ser uma solução e começarem a dar mais trabalho, considere armários ou gavetas flutuantes. Assim, você pode esconder sua desordem e esquecer a poeira e a sujeira que sempre junta ali.

3. As cortinas nem sempre precisam tocar o chão

 

 (Marisa Vitale/Apartment Therapy)

As cortinas mais curtas funcionam em diversos cômodos e estão disponíveis em vários estilos divertidos! Um padrão atraente adiciona alegria instantânea a uma cozinha toda branca. Se você quer dar ao seu espaço um visual mais despojado, opte por um conjunto de linho maciço arejado. Independentemente do padrão ou tecido, você estará fazendo um favor ao seu espaço e carteira (menos tecido, quer dizer menos dinheiro gasto!).

4. Layout todo aberto não é solução para tudo

 

 (Danielle Peterson/Apartment Therapy)

Um projeto todo integrado dá a sensação de amplitude, mas deve ser feito do jeito certo. Nem sempre comer, trabalhar, descansar e estudar tudo em um único cômodo é prático. Isso não quer dizer que se você tem um projeto assim está tudo perdido, estantes, cortinas e biombos são soluções fáceis para quem quer recriar a divisória!

5. Não fuja da opção mais cara

 

 (Angus Williams/Apartment Therapy)

O barato é sempre a opção favorita, por conta da economia, mas quando se trata de coisas para a casa, é preciso cuidado. Geralmente, o preço está diretamente ligado ao trabalho e cuidado envolvido na produção de uma peça, então, se você quer algo que além de bonito, seja duradouro, gastar uns trocados a mais é a melhor ideia!

6. Pequenos detalhes de iluminação fazem uma grande diferença

 

 (The Sleep Judge/Reprodução)

A iluminação é um ponto muito importante em qualquer projeto. Mas, além de escolher a luminária e tipo lâmpada, outros detalhes também devem ser considerados, como por exemplo o interruptor, que também precisa combinar com o resto da decoração.

*Via Apartment Therapy

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.