17 estilos de decoração que você tem que conhecer

Descubra o que o mundo de design tem a oferecer 

Por Redação Atualizado em 8 abr 2022, 20h10 - Publicado em 8 abr 2022, 19h00
Gif com fotos de ambientes em estilo minimalista, provençal, art decor e rústico
Reprodução/My Domaine

Já se foram os dias em que casas eram projetadas para serem representações perfeitas de uma determinada estética. Hoje, ter um bom design de interiores significa combinar e adaptar estilos para se adequar ao seu espaço, gosto e estilo pessoal. Trata-se de se inspirar em diferentes elementos e juntá-los de uma maneira que pareça coesa, esteticamente agradável e, o mais importante, atenda às necessidades dos moradores.

Living com sofá e poltrona em couro; mesa de centro; escada em marcenaria levando ao mezanino

Dito isso, você não pode usar a enorme variedade de estilos ao seu alcance sem saber quais são – só assim você conseguirá escolher o que usar de cada um e o que deixar de fora. Para te ajudar nesta missão, te apresentamos 17 estilos de decoração que todo mundo deveria conhecer:

1. Moderno

-The-Farnsworth-Mies-van-der-Rohe

Elementos da decoração moderna podem ser vistos no estilo moderno de meados do século, escandinavo, minimalista e art déco, para citar alguns – se mostrando um design muito adaptável.

Ainda assim, ele possui alguns elementos básicos que o definem: linhas e bordas nítidas, assim como paletas de tons complementares ou de cinza, preto e branco. Materiais naturais e os metais também podem ser usados, dependendo de como são aplicados.

2. Moderno de meados do século

Sala com sofá curvo, mesa de centro e poltrona em couro
Reprodução/dezeen

O estilo moderno de meados do século tem uma simplicidade característica: os móveis que canalizam esse estilo tendem a ser baixos e compactos e a aparência geral apresenta tendências futuristas e cores sólidas.

Ele valoriza a funcionalidade, é hiper adaptável e funciona bem com componentes de outros estilos, o que permite que recursos modernos de meados do século sejam incorporados facilmente em praticamente qualquer lugar.

3. Art Déco

Banheiro rosa

O Art Deco se destacou como um design inegavelmente luxuoso. Popularizado nas décadas de 1920, 30 e 40, ele é caracterizado por padrões geométricos, simetria, cores fortes e acabamentos metálicos. Embora muitas vezes reduzido um pouco para apelar às sensibilidades modernas, o Art Deco parece retrô, divertido e visualmente interessante.

4. Transitório

Sala de estar aberta

Ele mistura layouts, materiais ou silhuetas tradicionais com recursos modernos para manter os ambientes frescos e casuais: pense em uma lareira clássica e um sofá curvo contemporâneo. Embora seja tecnicamente um equilíbrio dos dois estilos, ele pode ser mais tradicional ou moderno, dependendo do espaço e dos gostos dos proprietários.

5. Minimalista

40-decoracao-minimalista-cozinha-branca-marcenaria-planejada-unsplash-simona-sergi
Simona Sergi/Unsplash

A tendência “menos é mais” se tornou extremamente popular nos últimos anos. As versões modernas do minimalismo são sobre simplicidade, paletas de cores neutras e linhas retas e limpas. Rejeitando a desordem e o excesso de bugigangas, o foco aqui é funcionalidade. Hoje, os espaços minimalistas exibem apenas alguns itens de luxo e quase todos incorporam luz natural e um fluxo aberto.

6. Wabi-Sabi

Moldura de quadro

Inspirado na filosofia japonesa de mesmo nome, este estilo é mais uma atitude ou abordagem geral do que características específicas de decoração. Ele celebra a vida lenta, a beleza da natureza e itens imperfeitos, mas esteticamente agradáveis. Os ambientes que seguem a abordagem Wabi-Sabi são organizados, calmantes e despretensiosos – com linhas limpas, materiais naturais e esquemas de cores contidos.

7. Escandinavo

Sala de estar integrada com painel de madeira
Projeto do escritório Up3 Arquitetura Denilson Machado, do MCA Estudio/Casa.com.br

O design escandinavo está intimamente relacionado ao minimalista, embora seja diferenciado por uma dedicação ao aconchego. Os lugares que seguem este modelo são, muitas vezes, em camadas e cheios de luz natural. As paletas de cores monocromáticas – com muitos tons de preto, branco e cinza – e texturas de madeira mantêm o ambiente aquecido.

Continua após a publicidade

8. Maximalista

Hall maximalista

No extremo oposto do espectro do minimalista está, é claro, o design maximalista. Este estilo celebra a abundância, a ousadia e a mistura de cores, padrões e texturas. Impressões de papel de parede, paredes de galeria completas e exibição de coleções são algumas características. Apesar de se basear em muitos estilos diferentes, o maximalismo aplica quaisquer regras da maneira mais forte e ousada possível.

9. Eclético

Sala de jantar com mesa em madeira; papel de parede estampado; tapete listrado estampado

O modelo eclético é muito semelhante ao maximalismo, porém equilibra a mistura de vários designs com bases neutras. Imagine um sofá estilo chesterfield com tapetes estampados e uma mesa de centro arredondada com acabamentos metálicos contra uma parede branca. Se o maximalismo é uma atitude direta de mais é mais, o eclético tempera essa mentalidade com paredes neutras ou pisos discretos.

10. Fazenda

Sala de jantar com planta como peça central

Agora usado (e amado) em casas urbanas, suburbanas e rurais, a decoração que segue a linha fazenda tem um charme duradouro e uma sensação de acolhimento que é difícil resistir. Na prática, muitas vezes é mais quente, mais moderno e mais colorido do que o rústico. Ele inspira nostalgia e é caracterizado mais tipicamente por prateleiras abertas, vigas expostas, acabamentos mistos, madeiras naturais e, claro, detalhes em shiplap. Componentes industriais, azulejos de metrô, esquemas de cores neutras e plantas abertas também são populares.

11. Rústico moderno

loft para a mostra casacor são paulo 2016
Reprodução/CASACOR

Repleto de personalidade, a decoração rústica moderna aposta em matérias-primas e materiais naturais para criar ambientes que são despojados. Mais sutil do que o muito amado estilo de casa de fazenda, ele combina superfícies e itens desgastados, texturizados, recuperados ou reformados com as linhas limpas e simples do moderno. Paletas de cores neutras e detalhes arquitetônicos originais e/ou expostos são importantes aqui.

12. Fazenda antiga

Escritório azul escuro

Os adeptos de fazenda antiga se inclinam para antiguidades genuínas e itens com verdadeiros sinais de uso, em vez daqueles novos que são desgastados ou pintados para parecerem envelhecidos. Essa tendência geralmente apresenta pintura lascada, metais com pátina e estofamento desgastado. Peças recicladas ou reaproveitadas também são comuns.

13. Provençal

French Country

Este tem a mesma abordagem vivida e apaixonada por antiguidades que o design rústico e de fazenda, mas apresenta uma sofisticação sutil que canaliza perfeitamente a sensação de um castelo rural envelhecido, mas cuidadosamente mantido. As cores usadas tendem a ser inspiradas na natureza, atemporais e quentes, e os móveis geralmente são restaurados e cheios de personalidade.

14. Cottage

Sala em estilo Cottage

Este design leva em consideração o cenário das casas tradicionais da Inglaterra rural. Rústico, aconchegante e caseiro, ele também é descontraído e acessível. Os elementos comuns incluem superfícies de madeira e tijolo, tons pastéis e outras cores suaves, vegetação exuberante e detalhes naturais. Vigas expostas, acabamentos brutos e painéis de parede podem ser vistos nestes ambientes.

15. Costeiro

Sofá branco na sala de casa de praia, decoração neutra
Lilia Mendel | Produção visual: Andréa Falchi/Casa.com.br

A decoração costeira moderna se baseia fortemente em elementos do moderno para canalizar uma atitude relaxada e praiana. Estes espaços geralmente ficam à beira-mar, mas também passou a ser bem popular em locais não costeiros, pois as pessoas aproveitam ao máximo as texturas e paletas de cores.

16. Mediterrâneo

Sala em estilo mediterrâneo
Reprodução/My Domaine

Onde as atitudes minimalistas e os estilos costeiros se encontram. O modelo mediterrâneo é um pouco mais difícil de definir do que outros, mas você sabe quando o vê: ele usa textura – geralmente na forma de paredes de gesso para canalizar uma sensação mais robusta –, arcos, muitos acabamentos e detalhes naturais para se destacar ainda mais.

17. Francês

Estilo francês

A decoração francesa é inegavelmente elegante. Ela tende a se inclinar para a opulência, embora a popularidade dos acentos vintage e antigos neste estilo o mantenha refinado e não chamativo. Os esquemas de cores associados são muitas vezes silenciados, permitindo que pontos focais de grande escala – como uma dramática e tradicional cama de dossel, um lustre atraente ou um espelho dourado de grandes dimensões – brilhem.

*Via My Domaine

Continua após a publicidade

Publicidade