Pisos e azulejos: o que as empresas apresentaram de novo em Bolonha

Da visita à 30ª edição da feira Cersaie, na Itália, trouxemos cerâmicas que revelam os grandes avanços da tecnologia.

Por Reportagem: Deborah Apsan Atualizado em 19 jan 2017, 13h46 - Publicado em 19 nov 2012, 17h31
pisos-e-azulejos-cersaie

Os números são grandiosos: 972 expositores de 31 países levaram seus produtos até Bolonha para apresentá-los ao mundo. O avanço tecnológico que incorporou a impressão em alta defnição e a nanotecnologia à produção de cerâmicas e porcelanatos possibilitou a exibição de uma variedade incrível de peças com relevos, texturas e volumes. O que antes era plano agora é tridimensional. Mosarte e Portinari, presenças brasileiras no evento (o maior do mundo no setor), seguiram essa aposta. Reproduções féis de materiais como madeira, pedra, cimento e ladrilho hidráulico ganharam destaque. Basta ver a linha que Patricia Urquiola criou para a italiana Mutina. Por fm, peças de até 3 m confrmam o retorno do investimento em grandes formatos.

 

Continua após a publicidade

Publicidade