Aproveite a energia do sol

Instalados no telhado ou junto à casa, os coletores solares aquecem a temperatura da água de chuveiros e pias. Uma boa alternativa para economizar energia.

Por Dirce Helena Ilustração: Martini Atualizado em 19 jan 2017, 13h28 - Publicado em 1 fev 2008, 11h15
Como funciona o sistema1. Para receber as placas, o t...

O blecaute que afetou a rotina de americanos e canadenses há alguns anos mostrou que até os paí­ses desenvolvidos estão sujeitos ao problema vivido pelos brasileiros. A ameaça do apagão suscitou uma nova postura de consumo. Cautelosa, a população passou a ver com bons olhos outras fontes de geração de energia, entre elas a solar – mais barata e ecologicamente correta. O equipamento, constituído de placas que captam a radiação do sol e de um reservatório térmico (boiler), substitui as opções elétrica e a gás. “Se o projeto for bem dimensionado, não faltará água quente. E o sistema trabalha junto com o elétrico”, explica o engenheiro Rodrigo Cunha Trindade, diretor da Agência Energia. Em princípio, toda casa pode dispor dos coletores. O ideal é instalá-los durante a construção. “Fica mais simples de atender às necessidades hidráulicas e estudar o desenho do telhado para não prejudicar a estética”, diz o arquiteto Wladimir Arruda. Nada impede, porém, de adotá-los numa reforma. “Basta adequar as condições da obra aos modelos disponíveis no mercado”, tranqüiliza Angeli­na Maran, gerente da Velp, representante dos produtos Solarem, da empresa Tuma.

Um título para uma foto sem titulo

Atrativos do equipamento Ao adotar os coletores solares, o usuário faz uma economia de 30% a 40% na conta de luz, segun­do os fabri­can­tes. “Se o parâ­metro for o gasto especí­fi­co com o aqueci­mento de água, esse número salta para 70% a 80%”, assegu­ra Marcos Lu­ciano, geren­te de ven­das da Soletrol. Só para ter uma idéia, um banho diário de dez minu­tos con­some cerca 22 qui­lowatts/ hora men­sais. Multi­pli­can­do esse valor pelo número de pessoas de uma famí­lia, é possí­vel calcu­lar a economia que a energia solar traz no fi­nal do mês. Outras van­tagens: se gasta no ato apenas com a instalação, o equi­pamen­to é pago entre um e dois anos, depen­den­do do tamanho, e o usuário con­tri­bui para aliviar os problemas energéti­cos do planeta. A única limi­tação são os dias chu­vosos. Porém, desde que haja in ten­si­dade solar, o sistema fun­ciona o ano todo.

De olho na instalação Apesar de simples, a colocação consome em média um dia. Deve ser feita pelo reven­dedor ou por profission ais in di­cados pela empresa que forneceu o produ­to. É bom observar as con­di­ções de in solação do imó­vel e o desen ho do telhado para saber em qual pano as placas serão fixadas. Em geral, a área de melhor inci­dência de sol é a voltada para o norte. Antes de optar pelo sistema, é bom tirar as dúvi­das com quem já o uti­liza. “En­quan­to eu avaliava o assun­to, ouvi alguns moradores do con­domínio on­de moro. Como vi que o ín di­ce de satisfação era alto, fui em fren­te”, con­ta o admi­nistrador de empresas José Antô­nio Liza Lopes, que instalou os coletores em sua casa no Guaru­já.

O que observar na hora da compra

 

– Certifique-se da qualidade do produto verificando se traz o selo do Instituto N acional de Metrologia (Inmetro).

– Dê preferência às empresas ligadas à Associação Brasileira de R efrigeração, Ar condicionado, Ventilação e Aquecimento (Abrava), que adotam as regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

– Leve em conta quais pontos terão água quente e o número de usuários para definir o tamanho do boiler e a quantidade de coletores. Os fabricantes calculam que cada pessoa consome, diariamente, cerca de 100 litros de água, entre o banho de chuveiro e o uso das torneiras do banheiro e da cozinha. “Se a casa tiver banheira de hidromassagem, mais 100 litros serão necessários”, observa Angelina.

Continua após a publicidade

– O desenho do telhado define a dimensão das placas coletoras. As mais usuais medem em torno de 1 x 1 m a 1 x 2 m.

– O número de placas vai depender da temperatura da água desejada, do volume a ser aquecido e do índice de insolação local, que varia nas diferentes regiões do estado. Em geral, a proporção é de uma placa de 1 x 1 m para cada 100 litros de água.

Quem faz o serviço completo

 

– Heliotek Máquinas e Equipamentos Ltda tel. 0800-148333

– Hidro Solar Aquecedores tel. (11) 4072-1415

– Soletrol Indústria e Comércio Ltda tel. 0800-112274

– Tecnosol Aquecedores e Hidrálica Ltda tel. (11) 5612-3434

– Transen Aquecedor Solar tel. (11) 5533-2494

– Tuma Industrial L tda (Solarem) tels. (11) 5621-5858 e 0800-7078862

Continua após a publicidade

Publicidade