Casa Created with Sketch.

Viver com menos espaço

"A revolução no estilo de vida foi a melhor coisa que nos aconteceu nos últimos tempos", afirma Isabel Delalamo, que hoje vive com o marido num apartamento quase três vezes menor que o antigo

Isabel e seu marido, Álvaro Delalamo, viviam num desses apartamentões de estilo neoclássico num dos bairros mais nobres de São Paulo. O imóvel era soberbo, espaçoso, solene. No entanto, as persianas externas, pesadonas e antigas, sempre davam problema. Irritantes também eram as torneiras que não funcionavam, os mármores manchados, a ferrugem nos metais… Com os filhos criados, o casal se viu diante da perspectiva de uma grande mudança: trocar de imóvel e de estilo de vida. “Já não via a hora de deixar o passado para trás e começar tudo de novo”, diz Isabel, que, mesmo perto dos 70 anos, não hesitou em mudar radicalmente. E nada como um projeto apaixonante para facilitar o desapego. “Dei tudo. Fiquei com um jogo de pratos, umas panelas e o faqueiro. Os móveis foram todos embora.” Mesmo porque nem caberiam na nova casa.

“Unimos dois apartamentos de 50 m². Assim, ficamos com uma sala grande, duas suítes e duas varandas. A sensação é de muito espaço, luz e um astral tranquilo”, conta. Essa mágica foi feita pelo arquiteto Marcelo Rosset. Cada um dos proprietários ainda tem o luxo de preservar seu espaço: ele tem sua poltrona favorita para ler o jornal e ela dispõe do escritório, onde trabalha como a síndica do prédio. À tarde, os dois se reúnem para tomar um licorzinho na varanda ou bater perna, pois vivem num bairro cheio de praças, restaurantes, lojas e livrarias. “Moramos tanto aqui dentro como lá fora. Aproveitamos ao máximo todos os atrativos que a região oferece, além de viajar muito pelo Brasil”, revela Isabel. E reconhece: “A revolução no estilo de vida foi a melhor coisa que nos aconteceu nos últimos tempos”.

O casal Delalamo no estar do novo apartamento.

 (/)

O casal Delalamo deixou um apartamento antigo de 280 m² para viver em outro ...

 (Divulgação/Divulgação)

Compacta, a cozinha é aberta para a sala de jantar. Uma porta de correr pode...

 (/)

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.