Casa Created with Sketch.

Uma casa que respira artesanato brasileiro

Nesta morada paulistana, as peças criadas por artesãos do interior do Brasil são o grande destaque

Quando o designer André Bastos comprou esta casa de 270 m² erguida nos anos 1960 no Jardim América, em São Paulo, decidiu reformar toda a construção e redecorar os ambientes. Ao lado do parceiro Eduardo, os dois decidiram investir em grandes janelas para integrar o exterior ao interior, além de caprichar nas peças de design para compor cada espaço. As peças foram cuidadosamente pinçadas e são, em sua maioria, criações de artesão do interior do Brasil, sobretudo do nordeste, e refletem muito dos gostos e da história do casal. Não poderia ser diferente, afinal, como afirmou o próprio André: “Morar é construir o próprio refúgio, a própria caverna. Um lugar que se pareça mesmo com você”. Abaixo, você confere alguns detalhes da morada, apresentada no blog parceiro do casa.com.br, “A casa dos outros”.

1-uma-casa-que-respira-artesanato-brasileiro

 (/)

Um dos destaques da morada são as grandes janelas que, além de iluminar o ambiente, trazer a paisagem externa para dentro de casa. Na sala, destaque para o Sofá Larco e a poltrona Jacob, também da Larca. Ambos são do Nada se Leva.

2-uma-casa-que-respira-artesanato-brasileiro

 (/)

Nas paredes, chamam a atenção arte moderna. A tela maior é de Gunther Ishiyama e, na lateral, obras dos artistas plásticos Marcelo Cipis e Florian Raiss. Observe a estante para abrigar livros e revistas que foi criada ao redor da janela maior.

3-uma-casa-que-respira-artesanato-brasileiro

 (/)

Mesa e cadeiras da Loja Teo. Na parede obra de Renato Dib. A arte de artesãos regionais também é uma constante em cada espaço, exemplo da Sereia de Zezinho de Arapiraca, do Alagoas.

5-uma-casa-que-respira-artesanato-brasileiro

 (/)

Nas paredes, uma composição de quadros e objetos da cultura regional são destaques. Aqui, os quadros são dos artistas Mimi the Clown, Rafael Menova, Herbet Loureiro e Douglas Ferreira. A Sereia é do artista cearense Mestre Toinho.

7-uma-casa-que-respira-artesanato-brasileiro

 (/)

Na cozinha, a decoração geométrica e a ousadia do preto imprimem modernidade ao ambiente. Convivendo com o moderno está a tradição da xilogravura de J. Borges.

8-uma-casa-que-respira-artesanato-brasileiro

 (/)

No lavabo, modernidade e tradição também convivem. Em uma parede com tom jovial, cuba Vidas Secas, por Gustavo Bertolini; na parede, São Jorge, da artesã Maria de Lourdes Monteiro.

10-uma-casa-que-respira-artesanato-brasileiro

 (/)

O quarto do casal também se destaca pelo design inovador. Um dos destaques é onde os dois guardam seus livros e CDs, a estante Equilibri, da Brinna, desenhada por Marco Colombo e Estefano Albertti.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s