Que tal morar e trabalhar num contêiner? E levar a casa ao se mudar?

Quando teve de procurar um novo lar, arquiteta apostou em uma solução nada convencional, porém rápida, econômica e, ainda por cima, portátil: um par de contêineres

Por Texto Mônica Torres / Reportagem visual Fernanda de Castro Lima / Fotos Levi Mendes Jr. Atualizado em 20 dez 2016, 23h40 - Publicado em 4 abr 2014, 00h06
abre-que-tal-morar-e-trabalhar-num-conteiner-e-levar-a-casa-ao-se-mudar

Autora de projetos comerciais que se valem do mesmo recurso, a arquiteta Carla Dadazio de Valinhos, SP, conhece bem as vantagens da utilização dos compartimentos de transporte de carga. Além de mais ágil, a obra chega a ser 30% mais barata do que uma convencional. Requer, no entanto, o aval da prefeitura, como qualquer outra. E, depois de pronta, a construção fica sujeita a todas as tributações enquanto estiver ocupando o terreno – neste caso, trata-se de um espaço destinado a empreendimentos temporários, como quiosques e lojas do tipo pop-up. Esta alternativa traz ainda outro importante benefício: a facilidade para desmontar e transportar toda a estrutura para um novo endereço. Basta remover vidros e louças – o restante, afinal, já vive encaixotado!

 

Saiba mais: Conheça outra casa-contêiner e confira um infográfico explicando sua montagem

*largura x profundidade x altura

Continua após a publicidade

Publicidade