Para os sentidos

Para os sentidos: A iluminação tira partido dos ângulos e fendas de uma arquitetura contemporânea

Por Da redação Atualizado em 20 dez 2016, 22h58 - Publicado em 16 fev 2007, 12h44
Um título para uma foto sem titulo

Nesta casa de 948 m2 desenhada pelos arquitetos Henrique Reinach e Maurício Mendonça, de São Paulo, a luz passeia desenvolta por inesperados recortes e reentrâncias. “Foi um trabalho desenvolvido em conjunto para valorizar a volumetria e ressaltar o belo projeto arquitetônico”, diz o arquiteto Gilberto Franco, que assina o projeto luminotécnico com o sócio, Carlos Fortes. Plenamente integrada ao entorno, a fachada da construção dá mostras dessa sintonia entre os quatro profissionais. No corredor que conduz ao escritório do morador figura poderosa, e com o devido destaque, uma tela assinada por Cândido Portinari (1903-1962).

Um título para uma foto sem titulo

Artificial ou natural, a luz é bem usada

O projeto arquitetônico desenvolveu-se em torno do jardim com espelho-dágua (paisagismo de Maria Helena Cruz). Assim, a maior parte da construção está voltada para essa porção do terreno através de amplas esquadrias e também de sinuosas passarelas. “Uma de nossas metas foi privilegiar tanto os raios solares quando a iluminação artificial noturna”, explica Reinach. “Fizemos aberturas zenitais para a entrada da luz natural, que também abrigam as sancas que funcionam à noite.” O corredor, pontilhado por seteiras, aninha a tela de Portinari destacada por luminárias orientáveis presas no forro com anel antiofuscamento, lâmpada dicróica e filtro difusor. “O interessante é que, graças a essa iluminação noturna, o quadro é visto não apenas do jardim mas também da sala de estar, situada no extremo oposto do pátio”, completa Reinach.

A escada caracol de cumaru, que liga o escritório a uma suíte, ganhou duas ... Os nichos com lâmpadas incandescentes criam um facho de luz assimétrico na ... O ambiente que congrega sala de estar e home theater pedia uma iluminação v... Note como os focos de luz valorizam a parede com lareira e obras de arte.

Arquitetura: Henrique Reinach e Maurício Mendonça

Iluminação: Gilberto Franco e Carlos Fortes

Continua após a publicidade

Publicidade