O grande guia do apartamento pequeno

Mudanças na economia e no estilo de vida levam à procura por unidades compactas: não se planeja mais os ambientes, e sim, as atividades, como o comer, dormir e trabalhar

Por Por Silvia Gomez Atualizado em 20 dez 2016, 22h35 - Publicado em 13 jun 2013, 23h57
00-o-grande-guia-do-apartamento-pequeno

Se a arquitetura pode nos ajudar a viver melhor, nem é preciso dizer que ela vale ouro num imóvel pequeno. E hoje, mais do que nunca, essa arte se vê convidada a interpretar a diversidade. “Há uma mudança comportamental, sobretudo nas grandes cidades: a multiplicação dos arranjos familiares, com diferentes estilos de vida”, analisa Fábio Abreu de Queiroz, pesquisador do Núcleo de Estudos de Habitares Interativos da Universidade de São Paulo (Nomads-USP). Por isso, morar bem em imóveis reduzidos atualmente tem muito a ver com flexibilidade: o modelo de casa separada por cômodos de repente deixa de fazer tanto sentido. “A divisão burguesa em área social, íntima e de serviço, uma herança do século 19, continua sendo reproduzida. Mas é hora de projetar não mais os ambientes, e sim as atividades”, afirma o arquiteto Guto Requena, de São Paulo. Uma pesquisa do portal de tendências WGSN afirma que a sala de jantar está prevista para desaparecer em 2020, seguida pelo estar. Parece distante? Nem tanto. Em metragens mínimas, tudo é percebido como uma coisa só, principalmente se levarmos em conta como as novas tecnologias afetaram nossa rotina e embaralharam lazer e trabalho. Há um olhar multiuso. Para que uma bancada de escritório confinada se podemos usar a mesa de jantar ou o sofá? Por que a cozinha não pode ser encarada como parte da área social? Pois é justamente o que temos visto, a despeito das plantas engessadas dos empreendimentos. “Elas acabam sendo modificadas para atender àquilo que as pessoas sonham: espaços abertos e nada estanques”, complementa Fábio. No fim, o que todos querem é mais conforto e praticidade. “Há no ar um novo valor de busca do essencial e da simplificação da vida, que está relacionado à tendência do morar compacto: uma consciência de que o maior não necessariamente é o melhor”, conclui Sabina Deweik, do instituto italiano de pesquisa Future Concept Lab.

 

Confira outras matérias que ensinam como aproveitar melhor o espaço em seu apartamento pequeno:

Confira os dados que ajudam a entender melhor as condições que estão tornando mais compacto o estilo de morar nas cidades brasileiras

Apartamentos pequenos: 320 projetos de profissionais de CasaPRO

13 dicas para projetar seu apartamento pequeno

Apartamento de 57 m² tem cozinha com ilha e lugar para hóspedes

8 móveis multifuncionais para seu apartamento pequeno

Continua após a publicidade

Publicidade