Nesta casa, a reforma restaurou as feições dos anos 50

Memórias preservadas: respeitando a história da família, a reforma angariou atrativos como lareira, ofurô e churrasqueira

Por Por Danilo Costa e Silvia Goichman Fotos: Victor Affaro Atualizado em 20 dez 2016, 22h26 - Publicado em 19 jun 2009, 12h11
Um título para uma foto sem titulo

“Os azulejos portugueses, no balcão sob a janela, seduziram a minha avó e a convenceram a comprar esta casa, nos anos 50. Depois que ela faleceu, em 2004, eu decidi morar aqui, mesmo sabendo que os espaços precisavam se adaptar aos dias de hoje. A questão é que eu não queria descaracterizar o imóvel e perder as histórias da família, que me faziam olhar para cada canto com carinho. Como os azulejos também me encantavam, eu os restaurei. A fachada mudou de cor, mas continua com os ornatos brancos de concreto. Graças às sugestões da arquiteta Cristiane Py, os ambientes ganharam luz natural e atrativos como a lareira. Ela transformou o segundo pavimento em área de lazer com ofurô e churrasqueira. Eu ainda não sou casado nem sou pai, mas ficaria satisfeito se meu filho passasse por aqui.”

Alexandre Frayze David, advogado de São Paulo

 

Continua após a publicidade

Publicidade